Até 2022, 50% dos Fiat e Jeep serão eletrificados

Informação foi concedida por Sergio Marchionne, presidente do Grupo FCA, que reúne Fiat e Jeep

marchionne fiat e jeep
Sergio Marchionne Presidente dos grupo que reúne Fiat e Jeep convocou imprensa para falar sobre o futuro (Foto: Rebecca Cook/Reuters)

A Grupo FCA, que reúne as montadoras Fiat e Chrysler (empresa que engloba a Jeep), vai passar a investir mais na eletrificação de veículos. Foi o que declarou em recente entrevista o presidente da companhia, Sergio Marchionne.

Em uma reunião com a imprensa na Itália, o executivo falou que, até 2022, 50% das gamas de todas as marcas da FCA serão eletrificada. Haverá veículos híbridos e também puramente elétricos.

Além de Fiat e Jeep, a empresa comanda também Ram, Maserati e Alfa Romeo, entre outras. Já a Ferrari, embora seja controlada pelos acionistas do grupo FCA, deixou de fazer parte do conglomerado.

 

MASERATI SERÁ VITRINE DE LUXO

Entre as marcas, a Maserati servirá como vitrine para a eletrificação dos modelos da FCA. Marchionne escolheu a montadora de extremo luxo para liderar o processo de mudança no sistema de propulsão.

De acordo com o executivo, a partir de 2019, a Maserati abandonará os carros 100% a combustão. A partir da data, a marca terá somente modelos eletrificados.

Marchionne falou também que sua aposentadoria está prevista para 2019. Além disso, não descartou, quando questionado pelos jornalistas, uma unificação das marcas Maserati e Alfa Romeo.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas