SQ5 é familiar com dupla personalidade

Versão esportiva do Audi Q5 tem interior requintado e motor V6 de 354 cv

Crédito: Audi

Embora o “S” da sigla em inglês SUV signifique “esportivo”, nem todos os representantes da categoria têm respostas dignas desse adjetivo. O novo SQ5 é um ponto fora dessa curva. Por R$ 397.990, a versão esportiva do Audi traz motor 3.0 V6 a gasolina com turbo que gera 354 cv, câmbio automático de oito marchas e tração integral. Para comparação, a versão esportiva conta com 102 cv a mais de potência que o Q5 “normal”, cujo motor é um 2.0 de quatro cilindros.

Em uma tocada mais suave, ele agrada pelo silêncio à bordo (em marcha-lenta, às vezes é preciso olhar o conta-giros para saber que o motor está ligado) e pela dirigibilidade. A direção tem respostas diretas, os bancos revestidos de Alcântara agradam ao toque e pelo ótimo apoio para as costas. O manuseio duas novas telas digitais, instaladas no painel e no console central, torna-se intuitivo com o tempo.

Esses atributos deixam o carro muito prazeroso no uso urbano. Em avenidas e vias expressas com trânsito intenso, basta acionar o controle de velocidade de cruzeiro adaptativo e deixar que o Audi faça o resto, mantendo uma distância segura do carro à frente e até freando sozinho se algum desatinado entrar sem avisar na mesma faixa.

Além disso, se as dimensões não o tornam exatamente prático na hora de estacionar, o park assist (que encaixa o Audi em vagas paralelas e perpendiculares à via) e a câmera de 360 graus (parte de um pacote opcional que custa R$ 12 mil) facilitam um bocado na hora da baliza.

Em rodovias, o SQ5 tem mais espaço para mostrar do que é capaz. O motor EA-837 oferece respostas tão instigantes que o motorista precisa se conter para não exagerar. O V6 atende prontamente os comandos do acelerador, a transmissão faz trocas de marcha rapidamente e o Audi ganha velocidade num piscar de olhos.

Se o controle de velocidade de cruzeiro estiver desligado, é fácil exceder o limite da via sem se dar conta. Mesmo em alta velocidade, a sensação de segurança é total.

Há cinco modos de condução – economia, conforto, automático, dinâmico (esportivo) e customizável. Mas o motorista pode deixar o ajuste na posição automática sem se preocupar, já que motor e transmissão parecem se adequar ao estilo de dirigir de cada um.

EQUIPAMENTOS

Além do painel digital, que estreou no roadster TT em 2015 e vem sendo lançado nos demais carros da marca, o SUV traz head up display (que projeta no para-brisa dados como velocidade e coordenadas do navegador), faróis e lanternas de LEDs, rodas de 20 polegadas, ar-condicionado de três zonas, teto solar, câmera na traseira, abertura das portas e partida do motor sem necessidade de usar a chave e ajustes elétricos para os bancos dianteiros e volante.

O sistema de som é da Bang&Olufsen e traz 18 alto-falantes, dois tweeters, subwoofer e potência de 750W. A central multimídia pode ser conectada a smartphones por meio de cabo USB e se transformar em um roteador de internet sem fio, mediante o uso de chip de dados.

A meta da Audi é vender de 200 a 250 unidades no Brasil por ano.

Próximos lançamentos

Outra novidade da Audi é uma versão do Q5 blindada “de fábrica”. O carro será importado do México, mesma origem de todos os modelos Q5 vendidos mundialmente.

Os novos A6 e A7 serão apresentados ao público no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro. E, até o fim do ano, a Audi começará a vender no País os novos A8 e Q8.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Ofertas Carros 0km

Ofertas com condições especiais


Notícias relacionadas