Avaliamos o Land Rover Velar, que chega em novembro

Land Rover Velar, cujo conceito deu origem ao Range Rover, terá preços a partir de R$ 383.100

Em novembro Velar será posicionado entre o Evoque e Range Rover Sport

Quase 50 anos após o lançamento do protótipo de mesmo nome, o Velar acaba de chegar à Europa. No Brasil, o modelo que deu origem à Range Rover (leia mais abaixo) desembarca a partir de novembro com tabela entre R$ 383.100 e R$ 513.900 nas versões com motor V6 a gasolina de 380 cv e câmbio automático de oito marchas. Antes do fim do ano virão as opções com um 2.0 de 250 cv, a partir de R$ 291 mil. Quem quiser o motor 2.0 turbodiesel de 180 cv, a R$ 311 mil, terá de esperar até o ano que vem.

Posicionado entre o Evoque e o Range Rover Sport, o Velar é 7,2 centímetros maior que o Jaguar F-Pace, com o qual compartilha a plataforma. Entre os destaques, além da carroceria feita de alumínio, estão o visual elegante e o novo sistema de entretenimento, que inclui três telas (no quadro de instrumentos, console e painel centrais).

Na frente, chamam a atenção os faróis de LEDs, afilados. Atrás, as saídas de escape duplas e cromadas fazem um belo conjunto com o para-choque alto, em forma de curva. As lanternas, também afiladas, avançam pelas laterais e criam um estilo bastante harmônico. Visto de lado, o Velar parece ser menor, por causa da linha de cintura contínua. As maçanetas das portas, que ficam embutidas na carroceria, dão um ar de sofisticação ao modelo.

O interior tem acabamento caprichado e revestimentos como couro, alumínio escovado e laca. Os bancos dianteiros acomodam bem motorista e carona, mas atrás o espaço é melhor para dois – principalmente por causa do sistema de ar-condicionado, que “rouba” espaço de pernas e pés de um eventual quinto ocupante.

Em movimento, o Velar agrada, mas não chega a empolgar. Seu motor V6 3.0 a gasolina casa bem com o câmbio automático de oito marchas da ZF, um dos melhores do mercado. Já a direção parece anestesiada e poderia ter respostas mais diretas. Um volante menor também daria mais esportividade ao modelo. A suspensão a ar é excelente e dá muita segurança em qualquer situação.

De 1969, ‘avô’ do Evoque deu origem à Range Rover. O protótipo Velar, criado pela Land Rover em 1969, deu origem a uma nova divisão da fabricante inglesa, cujo objetivo era unir as características off-road ao acabamento luxuoso. O nome do carro-conceito é derivado da palavra italiana “velare”, que significa “véu”, e fazia alusão a algo que deveria ficar encoberto, não revelado. Os primeiros 26 protótipos produzidos traziam o nome Velar na dianteira, de modo a esconder a nova identidade do carro, de acordo com informações da Land Rover.

Lançamento em 1970. Fruto do novo projeto, o primeiro Range Rover foi lançado em 1970 e tinha apenas duas portas. Primeiro modelo da Land Rover a oferecer tração permanente nas quatro rodas, o utilitário também se destacava pela tampa do porta-malas dividida e pelo capô, batizado pela marca como “clamshell”, que envolve as laterais, além da linha de cintura contínua.

Quatro portas em 1981. Após 11 anos à venda, o Range Rover, então chamado de Classic, finalmente ganhou versão de quatro portas. Isso contribuiu para aumentar suas vendas, pois o modelo ganhou versatilidade e passou a oferecer mais comodidade principalmente às famílias que queriam um carro maior.

Segunda geração. Mais luxuosa e sofisticada, a segunda geração do Range Rover foi lançada em 1994. Na carroceria, chamavam a atenção os faróis retangulares, que substituíam os redondos e se tornaram uma das marcas registradas da linha.

Terceira geração. Sete anos depois surgiu a terceira geração, em 2001. Trata-se do primeiro modelo da marca britânica a ter carroceria monobloco. Para criar a nova carroceria os projetistas da Land Rover se inspiraram nas linhas das lanchas esportivas da marca Riva, do grupo italiano Ferretti. Os acabamentos metálicos do interior do modelo também foram inspirados em acessórios da fabricante de iates.

Range Rover Sport. Em 2005 surgiu a primeira versão com apelo esportivo da Land Rover. Batizado de Range Rove Sport, o utilitário tinha opções de motores 4.2 V8 a gasolina de alto desempenho. Outros destaques eram a suspensão a ar com articulação cruzada, que permitia regular a altura do veículo de acordo com a necessidade.

Evoque. Baseado no LRX Concept, de 2008, em 2011 surgiu o Evoque, que ditaria a atual identidade visual da Land Rover. No ano seguinte a marca lançou a quarta geração do Range Rover, que trazia a inédita carroceria totalmente feita de alumínio, além da nova geração do sistema Terrain Response, que ajusta as respostas do carro às condições do terreno.

Em 2013 foi lançada a segunda geração do Range Rover Sport. Em 2015 vieram as versões SVR e SVAutobiography, além do Evoque conversível.

VIAGEM FEITA A CONVITE DA LAND ROVER

FICHA TÉCNICA
Preço sugerido – R$ 383.100
Motor – 3.0, V6, 24V, gasolina
Potência (cv) – 380 a 6.500 rpm
Torque (mkgf) – 46 a 3.500 rpm
Câmbio – Automático, 8 marchas
0 a 100 km/h – 5,7 segundos
Velocidade máxima – 250 km/h
Comprimento – 4,8 metros
Largura – 2,14 metros
Porta-malas – 673 litros
País de origem – Inglaterra

FONTE: LAND ROVER


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Ofertas Carros 0km

Ofertas com condições especiais


Notícias relacionadas