FCA vai consolidar Ram como marca de picapes

Com setor em alta, até modelos da Fiat, como Strada e Toro, devem virar Ram

Picape Strada, atualmente vendida como Fiat, deve passar a ser oferecidas sob a bandeira Ram/ Crédito: SERGIO CASTRO/ESTADÃO

A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) prepara grandes mudanças no seu portfólio de marcas e produtos. Uma das mais importantes (ao menos para o Brasil) é que picapes como Strada e Toro, atualmente vendidas como Fiat, devem passar a ser oferecidas sob a bandeira Ram. Aliás, no México a picapinha derivada do Palio foi rebatizada de Ram 750.

Esse movimento não será exclusividade do mercado brasileiro. As mudanças fazem parte do plano de produção e investimentos globais para os próximos cinco anos que o Grupo FCA anunciará no dia 1º de junho. A FCA é formada por Alfa Romeo, Chrysler, Dodge, Fiat, Jeep, Lancia, Ram e Maserati, para ficar apenas nas marcas de carros.

“Temos planos de ter mais uma marca de picapes no Brasil”, desconversa Antonio Filosa, presidente da FCA para a América Latina. De acordo com o executivo, que atua na Fiat há cerca de 20 anos e acaba de assumir o cargo, a tendência é de que cada marca fique focada no segmento no qual se destaca.

Segundo Filosa, no mundo todo o segmento de picapes cresce no mesmo ritmo que o de SUVs, embora em números absolutos a diferença entre eles seja grande. O executivo não confirma, mas também não descarta um novo produto no Brasil. “Uma possibilidade seria uma picape maior do que a Toro”, diz.

Segundo fontes, haverá, sim, uma nova picape feita na fábrica da FCA em Pernambuco. Um protótipo é esperado para o Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro. Ainda não há detalhes, mas é provável que o modelo não tenha desenho tão moderno quanto o da Toro.

Por ora, no mercado brasileiro há apenas um modelo da Ram à venda. Trata-se da 2500 Laramie. Com mais de 6 metros de comprimento, motor 6.7 de 330 cv de potência e 104 mkgf de torque, a picapona tem preço sugerido de R$ 264.900.

Segmento em alta

O segmento de picapes médias está a todo vapor. Desde 2015, chegaram as novas gerações de Toyota Hilux, Mitsubishi L200 e Nissan Frontier. Para permanecer na briga, Chevrolet S10, Ford Ranger e Volkswagen Amarok vêm ganhando constantes melhorias.

E pelo menos dois novos produtos estão a caminho. No ano que vem estreia a Alaskan, inédita picape média da Renault. O novo modelo será produzido na Argentina, para onde também será transferida a produção de sua “irmã” de plataforma, a Frontier.

Da mesma fábrica do Grupo Renault-Nissan na Argentina virá a Classe X, também em 2019. Primeira picape média da Mercedes-Benz, o modelo é fruto de parceria entre a marca alemã e a aliança franco-japonesa e também utilizará a base de Frontier e da Alaskan.

 

VEJA TAMBÉM: AS PICAPES MAIS VENDIDAS DO 1º TRIMESTRE


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas