Futuro da Porsche depende de sucesso de linha elétrica, diz CEO da marca

Fabricante pretende ampliar esforços no conceito Mission E após versão híbrida plug-in do Panamera representar 60% das vendas do modelo na Europa

Porsche pretende apostar na nova linha Mission E/ Divulgação

O CEO da Porsche, Oliver Blume, afirmou que o futuro da fabricante depende do sucesso da primeira linha de carros elétricos da marca, a Mission E. De acordo com a estratégia para o conceito, os veículos serão esportivos de combustão interna, híbridos plug-in e elétricos esportivos.

A montadora vai ampliar os esforços na nova linha devido ao sucesso de vendas da versão híbrida plug-in do Panamera na Europa. Lá, o segmento foi responsável por 60% das comercializações do modelo.

Enquanto aposta no aumento da demanda por híbridos e elétricos, a Porsche tenta equilibrar seus investimentos e o preços dos seus modelos. Se a Mission E for bem sucedida, a marca deve caminhar cada vez mais na direção de carros totalmente elétricos.

Entre as novidades o modelo de quatro portas e quatro assentos individuais será capaz de gerar uma potência de mais de 440 KW (próximo a 608 cv), com alcance superior a 500 km. O veículo acelerará de 0 a 100 km/h em menos de 3,5 segundos e sua bateria poderá receber 80% de recarga em aproximadamente 15 minutos.

A Porsche investiu cerca de um bilhão de euros (R$ 3,9 bilhões) neste projeto, criando mais de 1,2 mil empregos em sua fábrica de Stuttgart, na Alemanha, onde o modelo será construído.

 

VEJA TAMBÉM: OS CARROS DE LUXO MAIS VENDIDOS DE 2017


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Ofertas Carros 0km

Ofertas com condições especiais


Notícias relacionadas