Honda Fit 2018 está mais robusto

Nova linha do Honda ganha mais equipamentos e para-choque traseiro maior

Honda Fit 2018 - Foto: Honda

O Fit é um carro que praticamente não tem defeitos. Portanto, avaliar a linha 2018 do modelo da Honda, que recebeu leve reestilização, sem cair na mesmice é uma tarefa bastante difícil. O compacto agora traz novas fileiras de LEDs nos faróis e grade redesenhada, mas a mais importante modificação, além de prática, é muito bem-vinda: trata-se dos 8 cm a mais no para-choque traseiro.

O número mágico fará com que, após choques um pouco mais fortes na traseira do Fit, não seja preciso trocar a tampa do bagageiro. Até agora, por causa da quase ausência de para-choque a porta empenava ou herdava vincos nessas colisões. As rodas também foram redesenhadas e ficaram mais moderninhas.

A versão avaliada, EXL, tem tabela de R$ 80.900 e vem agora com ar-condicionado digital com comandos sensíveis ao toque. Outra novidade é o sistema multimídia com tela de sete polegadas na qual é possível escolher a estação de rádio e distribuir o som pela cabine também por meio de toques. Há ainda espelhamento de telefones celulares com Android e Apple CarPlay e câmera na traseira.

Outros mimos dessa versão são vidros dianteiros com sistema “um toque” e aletas atrás do volante para trocas de marchas “virtuais” do câmbio automático do tipo CVT, que simula sete velocidades. Essa caixa casa bem com o quatro-cilindros de 1.497 cm³ que gera até 116 cv e 15,3 mkgf com etanol.

Aliás, essa é uma união com poucas brigas e desentendimentos, mas morna e sem muitas emoções. O Fit não apresenta “buracos” de acelerações, mas o motor pouco “girador” e o câmbio que prioriza o conforto e o consumo de combustível não fazem desse Honda uma opção para quem gosta de respostas mais esportivas. O lado positivo é que com um litro de etanol o monovolume pode rodar 8,3 km na cidade e 12,3 km na estrada, de acordo com dados divulgados pelo Inmetro.

Em termos de dirigibilidade a única novidade é na direção elétrica, que foi aprimorada e está significativamente mais precisa. O Fit é fácil de manobrar e ataca bem as curvas, já que a ótima suspensão com eixo de torção na traseira o deixa bem equilibrado e reduz a rolagem da carroceria. Isso apesar de o carro ter centro de gravidade alto.

Prós
Conforto 
Modelo tem boas altura do solo e ergonomia, além de ampla lista de itens de série.

Contras
Desempenho
Além de o torque do motor demorar a surgir, união com câmbio CVT foca economia.

Ficha técnica
Preço sugerido
R$ 80.900
Motor
1.5, 4 cil., 16V, flexível
Potência (cv)
116 (E) e 115 (G) a 6.000 rpm
Torque (mkgf)
15,3 a 4.800 rpm
Câmbio
Automático CVT, “7 marchas”
Porta-malas
363 litros


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Ofertas Carros 0km

Ofertas com condições especiais


Notícias relacionadas