Lifan prepara primeira plataforma modular

Lifan terá quatro modelos derivados de plataforma modular; primeiro produto chega em 2019

Lifan

A Lifan apresentou os planos para os próximos anos da marca, onde deseja atingir o posto de melhor fabricante de carros chinesa, hoje ocupado por Great Wall e Geely, segundo pesquisas de satisfação no gigante asiático. Para isso, a empresa aposta em uma tática que tem funcionado para outras companhias ao redor do mundo, como a Volkswagen, com o uso de plataformas modulares e globais, como a MQB.

Para isso, a partir de 2019, a Lifan lança no mercado chinês o primeiro produto desenvolvido sobre essa nova plataforma, cujo nome de projeto é AS161. Dela surgirão quatro veículos, três deles serão SUVs e outro ainda não teve a carroceria divulgada.

Além da plataforma, os carros vão dividir também motores, câmbio e eletrônica. O maior deles terá cerca 4,70 m de comprimento, 1,84 m de largura, 1,72 m de altura e entre 2,75 m e 2,80 m de entre-eixos, enquanto o menor terá 4,50 m de comprimento, 1,84 m de largura, 1,70 de altura e de 2,65 m a 2,70 m de entre-eixos.

Esse último veículo de menores proporções será a terceira geração do X60, uma vez que a segunda já está pronta, estreia na China em setembro de 2017 e chega ao Brasil no meio de 2018. Segundo a própria Lifan, a segunda geração poderá ser equipada com os seguintes motores: um 2.0 aspirado de 150 cv e 19,8 mkgf, um 1.5 turbo de 150 cv e 23,4 mkgf ou um 2.0 turbo de 220 cv e 30,5 mkgf. O primeiro podendo ser associado a câmbios manual ou automático e os dois últimos a transmissões automáticas.

O terceiro modelo será um SUV com estilo de coupé, como a BMW faz com o X4 e a Mercedes com o GLC Coupe, mas com as mesmas dimensões do primeiro modelo. Para esses três carros as opções serão um 2.0 aspirado com câmbio manual de cinco marchas ou automático CVT ou os 1.5 ou 2.0, ambos turbo, com transmissão automática de seis marchas ou manual de cinco.

O quarto modelo da plataforma será mais comprido que o X60 (4,60 m), mais estreito (1,82 m), baixo (1,49) e com entre-eixos de 2,65 m. A única opção de motor será o 1.5 aspirado ou turbo, com câmbio manual ou CVT e manual ou automático convencional, respectivamente.

Segundo o Vice-presidente de P&D da Lifan Motors, Shen Haojie, essa nova plataforma poderá compartilhar até 54% dos componentes entre esses quatro modelos iniciais. Entre os itens que possivelmente estarão em todos os veículos, devido a pesquisa de mercado com clientes nos principais mercados da companhia, estão rodas de 18 ou polegadas, bancos com aquecimento, teto panorâmico, central multimídia com tela de 10″, seis air bags, painel de instrumentos virtual e controle de funções do carro por voz.

Terceira geração do X60. Baseada nessa plataforma modular, a terceira geração do X60 deve chegar ao mercado chinês em 2020, sendo o segundo produto da família. Ele já tem o design projetado pelo estúdio Eurodesign, que venceu a Pininfarina na concorrência pelo projeto. Com linhas bem semelhantes às do Maserati Levante, principalmente na grade grande e com barras verticais curvadas para dentro. Os faróis são afilados, assim como as lanternas e a traseira têm uma caída avançada como no Land Rover Evoque.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas