Lifan X60 renovado com CVT chega em junho e X80 no início de 2018

Novo X60 terá mudanças visuais e duas versões no Brasil


Ambas as versões do X60 terão motorização 1.8 a gasolina

A Lifan segue os passos de outras marcas globais e aposta nas vendas de SUVs para se manter rentável frente a um mercado que caiu quase 25% em vendas.

Devido a crise, que gerou uma manutenção do estoque de modelos antigos por mais tempo, a companhia adiou o lançamento do X60 reestilizado para junho deste ano. O carro inicialmente chegaria ao País no final do ano passado, após sua apresentação durante o Salão do Automóvel de Sâo Paulo, em novembro.

A reestilização do X60 traz novos para-choques, faróis de neblina reposicionados, nova grade com uma barra horizontal, novos faróis, espelhos retrovisores com repetidores de seta de LEDs, revestimento de couro sintético para o painel que também é novo e bancos com costura vermelha. Há ainda novo acabamento para as portas, cinto de segurança de três pontas para o passageiro do meio no banco de trás e nova central multimídia de 8 polegadas.

Serão duas as versões, ambas equipadas com o motor 1.8 a gasolina de 128 cv a 6.000 rpm e 16,8 mkgf a 4.200 rpm. Na versão de entrada, o câmbio será o manual de cinco marchas e as rodas de 17 polegadas, enquanto a versão de topo trará rodas de 18 polegadas, teto solar e câmbio automático CVT com opção de trocas manuais na alavanca que simula seis marchas.

Os preços ainda não foram definidos, mas devem sofrer um reajuste em relação às versões atuais, que são oferecidas por R$ 63.490 e R$ 67.490. A proposta é que a Lifan mantenha-se sempre com valores um pouco abaixo das concorrentes, mas sem reduzir demais os preços para vender os carros o que, segundo CEO da marca para o Brasil, Fang Yinqi, tende a depreciar ainda mais o carro de origem chinesa, como ocorreu com algumas concorrentes em solo brasileiro.

Novo SUV. Além da reestilização do X60, a Lifan prepara para o início de 2018 a chegada do irmão maior, o X80. O modelo de sete lugares que foi apresentado durante o Salão de Pequim do ano passado ainda como um conceito recebeu algumas alterações e foi lançado no mercado chinês este mês.

Entre as mudanças estão adoção de LEDs nas luzes de neblina, nova disposição das luzes nos faróis e melhorias no isolamento acústico e substituição do painel de instrumentos convencional por um virtual, ao estilo do recém-lançado Audi A3 Sedan 2017.

Há central multimídia, saída de ar-condicionado com comando individual de velocidade e temperatura na segunda fileira, aquecimento dos bancos dianteiros, opção de troca de marcha pela alavanca, banco do motorista com ajuste elétrico de altura, encosto e de lombar, função Sport, freio a disco nas quatro rodas e auxílio de descida (Hill Descent).

Seu motor é um 2.0 turbo com injeção direta de combustível a gasolina que rende 183 cv a 5.000 rpm e 28,4 mkgf entre 1.600 e 5.000 rpm. O câmbio é automático de seis marchas com trocas na alavanca. Seu peso é de 1.885 kg.

Ele mede 4,82 metros de comprimento, 1,93 m de largura e 1,76 m de altura. Seu entre-eixos é de 2,79 m e a suspensão é independente na frente e atrás. Essa medidas o colocam em uma posição intermediária entre os SUVs médios, como Jeep Compass e Hyundai Tucson e os grandes, como Toyota SW4 e Chevrolet Trailblazer.

VIAGEM A CONVITE DA LIFAN MOTORS


Notícias relacionadas