Nissan March ficou mais confortável

Linha 2015, produzida em Resende (RJ), mantém motores 1.0 e 1.6 e já está à venda


Visual segue linha de outros da Nissan, como o Sentra

Primeiro produto da fábrica recém-inaugurada pela Nissan em Resende, no Rio de Janeiro, a linha 2015 do March chega às autorizadas do País completamente reestilizada. Na mecânica, foram mantidos o câmbio manual de cinco marchas e os motores flexíveis 1.0 (74 cv) e 1.6 (111 cv) – este passou a ser fluminense. Os preços partem de R$ 32.990, na versão 1.0 Conforto, e chegam a R$ 42.990 na 1.6 SL, topo da linha.

O modelo com carroceria “antiga” continua sendo importado do México. Disponível apenas com motor 1.0, tem tabela a partir de R$ 28.490.

Houve grande reestilização. Na frente foram redesenhados faróis, grade (agora em forma de “V”) e para-choque, que traz uma grande entrada de ar na parte inferior. As laterais têm novos vincos e houve mudanças na posição das caixas das rodas. Atrás, a Nissan atualizou as lanternas e o para-choque.

++ Siga o Jornal do Carro no Facebook
++ Nissan 370Z Nismo ganha reestilização
++ Nissan cria tinta que repele sujeira

Comparado ao anterior, o novo March ficou 4,7 cm mais comprido e 1 cm mais largo (por causa dos para-choques), mas a distância entre os eixos foi mantida. Na prática, o hatch oferece bom espaço interno, considerando-se sua categoria.

Na média, o carro ficou 30 kg mais pesado. Segundo informações da Nissan, a causa é a instalação dos air bags e freios ABS, que passaram a ser obrigatórios no País, e a adoção de um novo tipo de isolamento acústico. Essa mudança permitiu reduzir o nível de ruído interno em 1,3 DB, de acordo com a fabricante. Durante a avaliação, deu para perceber que o hatch ficou mais silencioso.

Todos os March feitos em Resende trazem ar-condicionado, direção com assistência elétrica e regulagem de altura para o banco do motorista.


EM MOVIMENTO

Com motor 1.6, o compacto da Nissan é prazeroso de guiar. Entre os motivos está a boa relação peso/potência, de 8,8 kg/cv.

Também conta a favor do March o novo ajuste de calibração dos amortecedores. Além de o curso ter ficado maior, agora há o recurso que controla a queda livre das rodas quando o carro passa por buracos. A boa notícia é que o hatch passou a oferecer mais conforto aos quatro ocupantes ao rodar sobre pisos irregulares. Por outro lado, está menos firme.

Outro ponto a considerar é o centro de gravidade alto. Se o carro ficasse mais próximo ao chão, certamente a dirigibilidade seria melhor. O curioso é que a Nissan alterou o ajuste do sistema progressivo da direção, cujas respostas ficaram mais diretas e precisas.

Nas versões com motor 1.0, o comportamento do hatch é adequado. A marca utiliza uma solução consagrada: oferece transmissão com relações curtas para dar agilidade ao propulsor de 16 válvulas, cujo funcionamento ideal ocorre em giros altos.

Acabamento. O volante do novo March lembra bastante o do sedã Sentra – nas versões SV e SL, traz comandos para ajustar o sistema de som. Há também conexão Bluetooth, que permite falar ao telefone sem tirar as mãos da direção.

Na configuração de topo, SL, há itens exclusivos, como câmera traseira de auxílio em manobras, faróis e lanternas com máscara negra, rodas de liga leve de 16 polegadas calçadas em pneus 185/55 R16, rádio com toca CDs e MP3, além de entradas auxiliares e navegador GPS.

Viagem feita a convite da Nissan


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Ofertas Carros 0km

Ofertas com condições especiais


Notícias relacionadas