Pagani cria teto leve e tecnológico para o Huayra Roadster

Desenvolvido em parceria com empresa de equipamentos para motociclistas, novidade será apresentada durante o Salão de Genebra, na Suíça

Pagani Huayra Roadster/ Crédito: Pagani

A Pagani criou um teto customizado para o Huayra Roadster. Desenvolvido em parceria com a empresa italiana Dainese, especializada em equipamentos para motociclistas, o topo é suave e exótico como o próprio modelo. A nova tecnologia estará em exibição do Salão de Genebra, na Suíça.

O supercarro, que custa US$ 2,5 milhões (cerca de R$ 8,1 milhões), foi apresentado há um ano, no Salão de 2017. A fabricante mostrou o veículo na versão conversível e com a possibilidade de acoplar um teto de fibra de carbono. Agora, o carro ganhou uma opção mais tecnológica para a cobertura.

Os dois materiais foram inspirados nas máquinas voadoras de Leonardo Da Vinci. Segundo a Pagani, o objetivo era criar um teto leve “inovador e sofisticado” para o Huayra Roadster. Ambos possuem componentes de fibra carbono avançado, desenvolvidos pela montadora e mantidos por juntas de alumínio e titânio, que são usadas para esticar o tecido que a Dainese criou.

De acordo com as empresas, a combinação dá resistência e flexibilidade em todos os lados. Com isso, o tecido tem áreas de dobradura predeterminadas que lhe permitem seguir a estrutura quando esta se fecha. A Pagani informou que a tecnologia faz o teto precisar de menos espaço de armazenamento, contribuindo ainda para uma maior durabilidade.

Crédito: Pagani
Crédito: Pagani
Crédito: Pagani

 

VEJA TAMBÉM: 10 CARROS QUE DÁ PARA COMPRAR COM O IPVA MAIS CARO DE SP


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas