Picape Nissan Frontier ganha versão mais barata

Ao perder itens como bancos de couro e câmera traseira, modelo ficou R$ 15.710 mais barato na nova opção intermediária SE

Crédito: Nissan

Nove meses após lançar no Brasil a terceira geração da picape Frontier, a Nissan começou a vender uma segunda versão, intermediária, do modelo. A nova opção, SE, tem tabela de R$ 150.990, ante R$ 166.700 da LE, versão topo de linha.

Com isso, a Frontier passa a ser a opção mais barata entre as opções com motor turbodiesel desse segmento. A Chevrolet S10 LT custa R$ 153.990, a Volkswagen Amarok Trendline parte de R$ 154.990, a Ford Ranger XLS 4×4 sai a R$ 156.700, e a Toyota Hilux SR tem tabela de R$ 161.990.

Para obter a redução de R$ 15.710 no preço final, foram sacrificados itens como central multimídia (há apenas um sistema de som simples, com rádio, MP3 e porta USB), câmera e sensor de obstáculos traseiros, faróis com assinatura de LEDs, rack de teto e retrovisores externos com rebatimento elétrico.

Os bancos perderam o sistema de aquecimento, a regulagem elétrica para o motorista e o revestimento de couro (nessa nova versão, são forrados de tecido) e o ar-condicionado é simples (enquanto a opção de topo traz sistema digital de dupla zona).

Por outro lado, foram mantidos os controles de estabilidade e tração, o assistente de partida em rampas, o controle inteligente de descida, a regulagem de altura do volante, a tração 4×4 com seletor eletrônico e o sistema de distribuição eletrônica de frenagem.

O conjunto mecânico é o mesmo da versão de topo: motor 2.3 biturbo movido a diesel, que entrega potência de 190 cv e torque de 45,9 mkgf, e transmissão automática sequencial de sete velocidades.

Por enquanto, o modelo continua sendo importado do México. No ano que vem, passará a ser fabricado em Córdoba, na Argentina – na mesma planta de onde também sairá, a partir de 2019, a nova Mercedes-Benz Classe X, com quem a Nissan divide a plataforma – e poderá ganhar uma terceira versão, de entrada.

Impressões. A cabine oferece bom conforto para quatro pessoas, com bancos que apoiam bem as costas dos ocupantes. Na parte traseira, porém, o assoalho elevado cansa em viagens longas e traz um porta-copos que rouba parte do espaço para as pernas de um quinto passageiro.

O motorista conta com instrumentos de boa leitura e os principais comandos à mão. O volante tem teclas de fácil manuseio que operam o sistema de som, o controle de velocidade de cruzeiro e os menus da tela central do painel – mas faz falta um ajuste de profundidade, ausente até mesmo na versão de topo LE.

Em movimento, o grande destaque é a suspensão do tipo multilink, que proporciona um equilíbrio preciso entre firmeza e absorção de impacto. Em trecho off-road de cerca de 50 km permeado por costelas de vaca e depressões, a Frontier mostrou robustez de sobra, mas sem os solavancos inclementes que outros modelos apresentariam ao rodar por pisos tão irregulares com a caçamba vazia.

O motor 2.3 biturbo tem força suficiente para o peso da picape, mas não se destaca pela agilidade, desenvolvendo velocidade de forma gradual. Se em acelerações normais o câmbio faz as trocas de marcha rapidamente, para privilegiar a economia de combustível, em retomadas mais agressivas a transmissão às vezes hesita por alguns instantes antes de fazer as reduções necessárias. Por isso, em ultrapassagens o motorista fica mais seguro se usar a opção de trocas manuais.

Outra ressalva vai para a direção, que poderia ser mais progressiva. Em altas velocidades, o excesso de leveza passa uma certa insegurança ao condutor.

PRÓS E CONTRAS

Prós: suspensão e custo-benefício.
Suspensão multilink tem ótimo equilíbrio entre firmeza e conforto, sobretudo em terrenos mais acidentados. Tabela da versão SE é a menor entre as rivais com motor turbodiesel e tração 4×4.

Contras: câmbio e direção.
Retomadas seriam melhores se a transmissão reduzisse as marchas com mais agilidade. Excesso de leveza da direção passa certa sensação de insegurança em altas velocidades.

FICHA TÉCNICA

Nissan Frontier SE

Preço sugerido: R$ 150.990
Motor: 2.3, 4 cil., 16V, biturbo, diesel
Potência: 190 cv a 3.750 rpm
Torque: 45,9 mkgf a 1.500 rpm
Câmbio: automático, 7 marchas
Comprimento: 5,25 metros
Capacidade de carga: 1.081 kg
Peso: 1.954 kg


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas