Carros que não valem o que custam

Preços dos carros no Brasil são reclamação frequente do consumidor

preços dos carros
Doblò Adventure São mais de R$ 95 mil pelo modelo (Foto: Fiat)

Os preços dos carros no Brasil são uma queixa frequente do consumidor. Reclamações à parte, alguns modelos realmente não valem o que custam.

Para chegar a esses veículos, consideramos uma série de fatores, que vão muito além dos preços dos carros. Aqui, a questão principal é se o modelo está ou não adequado ao mercado.

Alguns modelos considerados caros estão, na verdade, totalmente dentro da realidade de seus segmentos. Um exemplo recente é o Ka Freestyle, por cerca de R$ 63 mil.

Por um lado, esse valor pode ser considerado alto para uma versão do Ka. No entanto, ele não está fora do pedido para os principais concorrentes, HB20X e Onix Active.

O Chevrolet sai por cerca de R$ 64 mil e o Hyundai, por pouco mais de R$ 63 mil.

Preços dos carros

A lista traz modelos de vários segmentos. Há, por exemplo, versões que custam muito mais que as imediatamente inferiores, sem contudo trazerem itens que justifiquem o sobrepreço.

Nesse grupo, se enquadram o Corolla Altis e o HR-V Touring.

Há ainda variantes e modelos com valores semelhantes aos de concorrentes mais modernos e tecnológicos. São preços de carros muito altos para a oferta.

Aqui, um bom exemplo é a versão de topo do Prisma, com câmbio automático.

Outros exemplos são modelos que nem têm rivais, mas cujos preços não se justificam. Confira na galeria acima.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas