Rodas de Porsche de madeira podem sufocar crianças

Projetado para crianças com mais de um ano, carrinho de brinquedo da Porsche pode ter rodas soltas

porsche
THOMAS KIENZLE/AFP PHOTO

A Comissão de Proteção ao Consumidor dos EUA (CPSC, na sigla em inglês) decidiu remover os carros de brinquedo fabricados pela Porsche do mercado norte-americano. Os modelos, vendidos a US$ 35 no site da montadora, têm risco de as rodas se soltarem.

Fabricados pela famosa marca alemã especialista em carros esportivos, esses modelos foram vendidos a esse preço imbatível porque são feitos de madeira e destinados a crianças.

Segundo o CSPC, as rodas e seus eixos podem se soltar do restante do brinquedo. E isso representa risco de asfixia caso as crianças os engolirem.

Cerca de 1.700 brinquedos da Porsche são afetados por essa medida. Desses, 330 foram vendidos no Canadá, onde a instituição equivalente à CSPC emitiu o mesmo alerta.

Os compradores dos brinquedos serão reembolsados. Os carrinhos têm o logotipo da empresa, são feitos de madeira e metal e medem 10 centímetros. Eles foram projetados para crianças com mais de um ano.

 

VEJA TAMBÉM: 20 USADOS PARA COMPRAR DE OLHOS FECHADOS

 

Outro problema da Porsche

Esse é só mais um problema para a marca de Stuttgart. A Porsche e as demais empresas do Grupo Volkswagen estão envolvidas no escândalo que ficou conhecido como dieselgate.

O apelido foi dado ao caso de fraude a testes de emissões aplicada pelas marcas do grupo. Em motores de modelos a diesel, era instalado um “chip” que dava a impressão, durante as aferições, que os carros eram menos poluentes do que a realidade.

A fraude foi descoberta nos Estados Unidos, mas envolveu carros em todo o mundo. No Brasil, a Amarok trazia esse chip, e a Volkswagen foi multada no País – e está recorrendo da decisão.

Em todo o mundo, 11 milhões de veículos foram envolvidos no caso.

 


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas