Sandero e Logan vão mal em teste de colisão

Modelos tiveram comportamento abaixo do esperado em teste do Latin NCAP e receberam apenas uma estrela para proteção a adultos; Sandero se saiu pior do que modelo de entrada da Renault, o Kwid

sandero
Sandero e Logan tiveram notas baixas em teste de colisão frontal e lateral Foto: Latin NCAP

A mais recente bateria de testes de impacto do Latin NCAP avaliou novamente o Renault Sandero. O hatch manteve o resultado ruim e ganhou apenas uma estrela para a proteção de adultos. Embora tenha passado a contar com barras de proteção lateral, a estrutura deficiente foi crucial para o desempenho fraco. As notas também valem para o sedã Logan.

A nota baixa do Sandero ocorreu também pela falta de itens de proteção ativa para impactos laterais. Ao contrário do Kwid, modelo de entrada, o Sandero não traz air bags laterais. O Latin NCAP também apontou a falta de ancoragens Isofix para cadeirinhas infantis e cinto de três pontos ou encosto de cabeça para o ocupante central traseiro como equipamento padrão. De acordo com o configurador da marca, todos os Sandero têm Isofix, mas o sistema não está disponível no sedã Logan.

+ Conheça a página do Jornal do Carro no Facebook

No relatório da entidade sobre impactos frontais, o Sandero apresentou boa proteção para cabeça e pescoço do motorista. Para o passageiro da frente, a proteção da cabeça foi apenas adequada. O maior problema foi na região peitoral, com proteção pobre para o motorista e marginal para o passageiro. Os joelhos do motorista ainda têm risco de choque com a coluna de direção.

Em impactos laterais, a proteção para cabeça e região pélvica foi considerada boa, adequada para zona abdominal e pobre para peitoral. Há lembrete de uso do cinto de segurança apenas para o motorista, pouco para os padrões do Latin NCAP. A estrutura do habitáculo foi considerada instável.

A ausência de itens como air bags laterais e de cortina também foi levada em consideração. Sandero e Logan só têm ESP nas versões de topo equipadas com o câmbio automatizado Easy’R.

Para proteção infantil, o modelo recebeu três estrelas. O modelo conseguiu oferecer proteção adequada a crianças com o uso de cadeirinhas infantis. O deslize é a falta de fixação Isofix de série no Logan.

Kwid se saiu melhor

O resultado apresentado pela dupla Sandero e Logan foi, curiosamente, pior que o do Kwid, modelo de entrada da marca. Com três estrelas na proteção contra impactos frontais, o Kwid se saiu melhor na proteção à região toráxica de motorista e passageiro. Além disso, a estrutura do Kwid foi considerada estável, ao contrário dos modelos maiores.

No impacto lateral, o resultado foi semelhante aos de Sandero e Logan, apesar dos air bags laterais.

Em nota, a Renault informa que:

“A evolução dos critérios adotados nas provas de colisão faz com que haja uma mudança nos resultados ao longo do tempo sem que tenha havido uma mudança no produto.

A segurança sempre foi uma características dos veículos Renault, o que pode ser confirmado pelos ótimos resultados dos nossos mais recentes lançamentos.

Estamos atentos e trabalhando para trazer mais segurança a todos os nossos produtos continuamente.”

Texto atualizado às 16h43.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas