Toyota diz que motor a combustão morrerá em 2050

Avanço dos carros elétricos e nova tecnologia de baterias deve contribuir para morte dos motores convencionais

motor
Toyota Prius Foto: Issei Kato/Reuters

A Toyota não acredita que os motores a combustão interna devam durar para além de 2050. Segundo a marca, a eletrificação será mais intensa nos próximos anos, e o motor a gasolina como conhecemos será cada vez mais raro a partir de 2040.

O primeiro carro totalmente elétrico da Toyota deve ser mostrado em 2020 e ainda usará baterias de íons de lítio. Mas a tecnologia de baterias ainda vai evoluir a partir da próxima década. As novas baterias terão eletrólitos e eletrodos sólidos, mais eficientes. Eles vão permitir tempos de recarga menores e autonomias muito maiores que os modelos atuais.

Por enquanto, a nova tecnologia ainda é cara e depende de volumes de produção maiores para ter seu custo amortizado. Isso deve acontecer também nos próximos anos e contribuir para a morte definitiva dos motores a combustão.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Ofertas Carros 0km

Ofertas com condições especiais


Notícias relacionadas