Volkswagen fará recall em cintos de segurança do Polo

Problema nos cintos foi descoberto por revista finlandesa e afeta mais de 400 mil unidades do VW Polo e dos Seat Ibiza e Arona; Brasil não será afetado

cintos
Cinto central pode se soltar com movimento do carro Foto: Volkswagen

A Volkswagen convocará mais de 400 mil carros da marca e da Seat para corrigir um problema nos cintos de segurança traseiros. O cinto do passageiro central do banco de trás pode se soltar conforme a movimentação do carro.

O problema foi detectado pela revista finlandesa Tekniikan Maailma, que repetiu o teste várias vezes e confirmou o incidente. Se o banco traseiro estiver ocupado por três passageiros, e o motorista fizer uma manobra brusca em alta velocidade, o fecho do cinto do ocupante lateral pode acabar abrindo o encaixe do cinto central.

Isso deixaria o passageiro do meio solto com o carro em movimento.

O incidente pode ocorrer nos Volkswagen Polo e nos Seat Ibiza e Arona, todos derivados da mesma plataforma. A revista ainda testou um VW T-Roc, mas o utilitário baseado no Polo tem cintos de outro fornecedor.

O desenho usado no T-Roc não gera o problema. Ao todo, são cerca de 191 mil Ibiza, 220 mil Polo e todos os Arona fabricados em 2018.

Correção

A Volkswagen confirmou a falha em testes internos e ainda está desenvolvendo um novo fecho para os três modelos. A Seat já avisou aos proprietários para evitar usar o assento central traseiro enquanto a marca não conseguir substituir o fecho problemático. O Grupo Volkswagen aguarda apenas a validação das autoridades para implementar as mudanças.

Por aqui, a Volkswagen brasileira informa que os Polo produzidos no País não apresentam a falha.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas