Harley-Davidson confirma moto elétrica para 2019

Modelo faz parte dos planos futuros da marca, que terá também uma linha completa de motos elétricas

moto elétrica
Harley-Davidson LiveWire Foto: Harley-Davidson

Os tempos são outros e até a Harley-Davidson, uma das marcas de motos mais tradicionalistas do mundo, se rendeu à eletrificação. A companhia centenária acaba de confirmar que pretende apresentar sua primeira moto elétrica feita em série no segundo semestre de 2019.

O objetivo da Harley é atrair consumidores que não se identificam com os produtos tradicionais. O movimento é similar ao que vem ocorrendo com as fabricantes de automóveis.

A empresa norte-americana também informou que a nova moto será a primeira de uma linha de elétricas, que terá modelos de diferentes estilos.

“O mercado de motos elétricas ainda está engatinhando, mas acreditamos que modelos premium da Harley-Davidson podem ajudar a ditar um novo rumo ao segmento no mundo todo”, afirma o CEO da fabricante, Matt Levatich.

PROJETO LIVEWIRE

O ponto de partida para o novo produto é o projeto LiveWire, revelado em 2014. O modelo conceitual tem visual de naked (sem carenagem), é voltado ao uso urbano e pode chegar a 148 km/h.

O protótipo oferece dois modos de condução. No primeiro, entrega 70% dos 55 kW (cerca de 74 cv) e pode rodar 100 km. No segundo, toda a potência fica disponível, mas a autonomia cai para 50 km – a recarga completa leva 3,5 horas em tomadas convencionais.

AVALIAÇÃO

Em dezembro de 2014, o Jornal do Carro avaliou o conceito LiveWire nos EUA. Confira parte das impressões: A LiveWire é ótima para o uso urbano, coisa que quase nenhuma Harley consegue ser por causa de suas grandes dimensões e estilo de pilotagem.

Apesar de não ter um peso absurdo, com 208 kg, só o conjunto de baterias de íons de lítio pesa 113,5 kg. Por isso, a Harley teve de fazer um quadro todo de alumínio para aliviar a massa da moto. Como as baterias ficam embaixo, o centro de gravidade ficou baixo e centralizado, o que proporciona à LiveWire uma ciclística leve e ágil.

Essa Harley é capaz de gerar muitas reações, até agora nenhuma negativa. Ponto para a fabricante, que demorou para adotar essa tecnologia em suas motos, mas agora jogou tudo de uma vez, e dá um salto quântico ante suas concorrentes.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas