Primeira Classe Rafaela Borges

Fiat e Volkswagen entram em ‘guerra’

No Brasil, ano de 2018 promete ter disputa eletrizante entre Fiat e Volkswagen pelo segundo lugar do ranking

Fiat e Volkswagen
Fiat e Volkswagen Argo e Polo serão determinantes na briga pelo segundo lugar (Foto: JF Diorio/Estadão)

Olá, pessoal, tudo bem? Neste primeiro post de 2018, analiso aquela que promete ser a disputa mais eletrizante do ano. Trata-se da “guerra” entre Fiat e Volkswagen pelo segundo lugar no ranking de vendas.

LEIA TAMBÉM

Dificilmente, o primeiro lugar não será da Chevrolet, cuja participação em vendas, em janeiro, supera a obtida em 2017. Além disso, o Onix continua disparado na frente.

Mas e quanto ao duelo entre Fiat e Volkswagen? Essa briga foi introduzida já no ano passado. A Fiat, que liderou o mercado brasileiro praticamente durante os primeiros 15 anos deste século, foi perdendo espaço, e caiu para o segundo lugar.

Como agravante para a marca italiana há o fato de que seus carros de passeio saíram do “top 5” de vendas. A montadora, agora, é mais forte no segmento de comerciais leves, impulsionada pelo sucesso de Toro e Strada.

A Volkswagen, por sua vez, viu a liderança histórica do Gol ir por água abaixo com a chegada do Up! Como o carrinho aposentou o Gol G4, o volume de emplacamentos do veterano acabou perdendo força.

Ainda assim, embalado pela força de seu nome, o Gol conseguiu se manter no “top 5” de vendas. Isso ajudou a Volks a ficar próxima da Fiat no ranking de emplacamentos durante todo o ano de 2017.

As armas de 2017

Argo e Polo foram os grandes lançamentos de Fiat e Volkswagen no ano passado. O Argo veio no primeiro semestre, mas suas vendas demoraram a embalar. Ele passou os primeiros meses longe do “top 10”.

O Polo, lançado no último trimestre, teve um início mais contundente. Em novembro, seu primeiro mês completo de vendas, ficou muito próximo do “top 10”.

Isso ajudou a Volkswagen a ficar à frente da Fiat naquele mês, dando início à batalha que promete se desenrolar neste ano.

Apesar disso, a italiana conseguiu fechar 2017 na segunda posição, uma à frente da Volks.

Início de 2018

Após anos, anos e mais anos atrás da Fiat, a Volkswagen iniciou este ano na frente. Foi a segunda marca que mais vendeu carros e comerciais leves no Brasil em janeiro.

A Fiat ficou com a terceira posição. A razão da inversão é o Polo. Com pouquíssimo tempo de mercado, ele se tornou o Volkswagen mais vendido do País.

Mais que isso: em janeiro, ele foi o quarto carro mais emplacado em território nacional. Somou 6.632 unidades vendidas.

Com isso, já garante uma chegada mais bem sucedida que a do Argo, embora ainda seja cedo para dizer qual dos dois vai se dar melhor a longo prazo.

Em janeiro, o Argo somou 4.972 unidades vendidas. Com isso, foi o sétimo carro mais emplacado do País.

A Volks também foi bem com o Gol, sexto colocado no ranking. Enquanto isso, o Mobi ficou com o oitavo lugar.

A boa notícia para a Fiat é que o concorrente direto de seu carrinho, o Up!, não fez bonito no mês passado: ele ficou fora do “top 20”.

Além disso, a Fiat conseguiu amenizar a diferença com seus comerciais leves. Strada e Toro, juntas, somaram cerca de 9 mil emplacamentos, bem acima da dupla Saveiro e Amarok, com 4.200, aproximadamente.

Assim, embora a Volks tenha conseguido levar vantagem, ela foi pequena. A alemã registrou 26.342 emplacamentos em janeiro, ante os 23.409 da Fiat.

A ‘guerra’ está vencida?

Não. Muito longe disso. Se as linhas de Fiat e Volkswagen fossem mantidas até o fim do ano, sem lançamentos, tudo dependeria dos desempenhos de Argo e Polo. Minha aposta: a “guerra” seria vencida pela marca que conseguisse emplacar mais unidades de seu hatch premium.

Isso porque Argo e Polo fazem parte do maior segmento do Brasil. E, por ora, nem Fiat nem Volkswagen têm representantes na segunda maior categoria, a de SUVs compactos.

Porém, para o primeiro semestre, ambas têm importantes lançamentos no terceiro mais importante segmento do País: o de sedãs compactos. Virtus e Cronos, que chegam nas próximas semanas, vão ajudar Argo e Polo a determinar qual será a marca vice-líder de vendas.

É difícil dizer qual dos dois sedãs vai se dar melhor. No caso do Cronos, o preço ainda nem foi divulgado. Os preços do Virtus você pode conferir aqui.

E quanto aos próximos lançamentos?

É neste quesito que eu acho que está a vantagem da Volkswagen. Se eu tivesse de apostar algumas moedas, diria que, no fim do ano, é a alemã quem terá vencido essa “guerra” particular.

A marca vai lançar neste ano o novo Jetta, que chegará para tentar desafiar Civic e Cruze na briga pelo segundo lugar do ranking de sedãs médios – em volume de vendas, o Corolla, líder, não tem concorrentes.

O principal lançamento, no entanto, será a nova geração da Saveiro. Se ela for lançada como uma compacta, como a versão atual, vai atacar diretamente a Strada, já defasada, mas extremamente importante na estratégia da Fiat. Hoje, a picapinha é o modelo mais vendido da italiana.

Se a Volkswagen optar para lançar a nova Strada como picape intermediária, a vítima poderá ser outro modelo da Fiat. Trata-se da Toro, que hoje reina praticamente sozinha no segmento.

Enquanto isso, além do Cronos, não há rumores sobre outro grande lançamento da Fiat. A montadora deve investir apenas em renovações de visual e motores – atualizações que incluem a líder Strada.

Para os próximos anos

Mais do que vencer em 2018, a Volks pode levar uma ampla vantagem nos anos seguintes. Será nesse período que ela entrará em segmentos nos quais ainda não atua.

A Volkswagen já tem confirmados os lançamentos de dois SUVs, um compacto e um médio.

No primeiro caso, os rivais serão HR-V, Creta e cia. No segundo, o todo-poderoso Compass, SUV mais vendido do País.

O SUV compacto da Volks será feito no Brasil. O médio, na Argentina.

Enquanto isso, a Fiat estuda fazer um SUV derivado da Toro, que pode ser compacto ou médio.

Porém, não dá para descartar o poder de fogo da italiana. Afinal, estamos falando da montadora que dominou o mercado brasileiro neste século, investindo sempre em soluções criativas (como Toro e Strada de cabine dupla) e ótimo custo-benefício.

Será que a marca italiana tem alguma carta na manga para vencer essa “guerra”? A conferir.

Vale lembrar também que janeiro costuma ser um mês de vendas atípico. Portanto, há possibilidade de esse panorama sofrer grande mudança nos próximos meses.

E vocês, o que acham? Quem vai ser dar melhor na “guerra” entre Fiat e Volkswagen?

NAS REDES SOCIAIS

FACEBOOK
INSTAGRAM: @blogprimeiraclasse

 

VEJA TAMBÉM: OS 20 CARROS MAIS VENDIDOS DE JANEIRO

 

 

Seminovos

Confira as melhores ofertas do Autoline.com.br


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Mais artigos