‘Sedãs podem sumir do mercado’, afirma diretor da Toyota

Para sobreviver à enorme demanda por utilitários, os três-volumes precisam evoluir, se tornando mais dinâmicos e menos formais, diz o executivo

Foto: Lexus

Os sedãs podem entrar em extinção se não evoluírem. É o que pensa o diretor internacional de marca da Toyota, Tokuo Fukuichi. Em entrevista, o executivo disse acreditar que o segmento poderá até desaparecer nos próximos anos, enquanto os utilitários-esportivos e crossovers ganham cada vez mais espaço e importância no mercado.

Em relação aos sedãs da Lexus, divisão de luxo da Toyota, Fukuchi disse que eles precisam se tornar mais dinâmicos e menos formais, se quiserem sobreviver em meio à enorme demanda por utilitários e crossovers. “Temos que oferecer uma experiência que não se consegue a bordo de um SUV ou crossover. Sem evoluir, o sedã não sobreviverá. Em determinado momento, aquele três-volumes tradicional, careta e quadradão irá desaparecer.”

O executivo entende que os utilitários tiveram um progresso enorme nos últimos anos e se igualaram aos sedãs não só em conforto, mas também em praticidade. E diz que os sedãs precisam melhorar sobretudo em termos de direção, com respostas mais justas e imediatas.

Além do futuro dos sedãs, Fukuchi também considera a hipótese de criar uma perua para a Lexus. “Talvez não tão alta como um SUV, nem tão curta como uma perua normal. Se formos mesmo entrar nessa, não pode ser com uma perua qualquer.”


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Ofertas Carros 0km

Ofertas com condições especiais


Notícias relacionadas