Ford alerta para que donos da Ranger nos EUA não a dirijam antes de reparar air bag

Alerta da Ford refere-se a 33 mil donos da picape Ranger 2006, que têm risco iminente de acidente por causa de falha no air bag

Ford Ranger
O recall realizado nos EUA refere-se à picape Ford Ranger 2006. Foto: Claudio Teixeira/Estadão

A Ford divulgou ontem, dia 12, um alerta nos Estados Unidos para que 33 mil donos de Ford Ranger não dirijam suas picapes até que os air bags tenham sido reparados.

No mês passado, a montadora já havia solicitado que 2.900 proprietários da Ranger modelo 2006 parassem de dirigir imediatamente. O pedido era até que o conserto nos air bags fosse realizado. Isso aconteceu após a constatação da segunda morte relacionada ao problema no mesmo dia.

A expansão do alerta foi decidida após testes adicionais, e agora cobrem toda a produção de 2006.

A Mazda está tomando a mesma precaução. Também emitiu o alerta para 1.800 donos da picape da Série B, feita pela Ford no mesmo período.

A autoridade de trânsito dos Estados Unidos, NHTSA, informou que os veículos oferecem iminente risco de acidente. E devem ser reparados imediatamente.

Ford Ranger só na plataforma

Até mesmo o trajeto para a oficina das concessionárias deve ser feito de plataforma, às expensas das fabricantes.

A Ford divulgou no mês passado que duas mortes foram causadas, uma em 2017 e outra em 2015, por falha do air bag na picape Ranger 2006, nos EUA.

O problema está nos infladores fornecidos pela Takata. O dispositivo pode se romper e lançar fragmentos metálicos que atingem o motorista.

A Takata informou em junho do ano passado que o recall – o maior da história – envolveria cerca de 125 milhões de automóveis. E 19 montadoras no mundo inteiro, até 2019.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Ofertas Carros 0km

Ofertas com condições especiais


Notícias relacionadas