Redação:

Americano compra Lamborghini com dinheiro de auxílio contra novo coronavírus

Empresário que comprou Lamborghini havia pedido mais de US$ 13 milhões e foi denunciado por fraude bancária e transações falsas

Lamborghini Huracán Performante
Huracán Performante, da Lamborghini Crédito: Foto: Arnd Wiegmann/Reuters

Um empresário de Miami (EUA) está sendo acusado de comprar um Lamborghini Huracan com o dinheiro de um benefício concedido pelo governo local para combater os efeitos do novo coronavírus. David T. Hines, de 29 anos, é dono de quatro empresas e utilizou os recursos do programa (criado em março) para garantir o pagamento de despesas, como salários de seus supostos 70 funcionários, para uso próprio.

Ele recebeu US$ 3,9 milhões e já havia gasto US$ 500 mil quando teve as contas bloqueadas por suspeita de fraude. Entre outros desvios, o empresário usou o dinheiro para comprar um Lamborghini Huracan Evo por US$ 318.500. O esportivo feito na Itália tem preço sugerido, no Brasil, de aproximadamente R$ 2,8 milhões.

A história

No total, Hines solicitou US$ 13,5 milhões em benefícios ao governo. Porém, enquanto seu pedido não era atendido, resolveu ir às compras logo após o primeiro depósito realizado.

De acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, o morador de Miami acabou preso após investigação. Foi acusado de fazer declarações falsas a uma instituição de crédito. Além disso, os crimes de fraude bancária e realização de transações com recursos ilegais também foram acrescentados ao processo.

Além de Lamobrghini…

Por meio de investigação, foi descoberto que o verdadeiro valor da folha de pagamento dos funcionários de Hines não ultrapassava US$ 200 mil (e não US$ 4 milhões, como ele havia mencionado). Com essa ‘reserva’, o empresário fez compras em lojas, joalherias e hotéis de luxo em Miami Beach.

Entenda o auxílio

O PPP (Paycheck Protection Program, ou Programa de Proteção ao Salário, em português) consiste em um auxílio financeiro para empresários em situação de vulnerabilidade causada pela pandemia do novo coronavírus. O financiamento é proporcionado pelo Cares – traduzindo, trata-se da Lei de Auxílio, Ajuda e Assistência Econômica ao Coronavírus – promulgada em 29 de março.

Em números, a lei autorizou até US$ 349 bilhões em empréstimos perdoáveis ​​a pequenas empresas. O objetivo é segurar os empregos e as despesas dos empresários. Por meio do Congresso, em abril, o pacote econômico autorizou mais US$ 300 bilhões em financiamento adicional para os interessados.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais