Você está lendo...
Antigomobilismo: raridades de duas rodas
Antigos

Antigomobilismo: raridades de duas rodas

A região da Alameda Barão de Limeira, no centro da capital, é famosa por reunir um grande número de lojas de produtos e serviços para motocicletas. Entre os diversos estabelecimentos, alguns se especializaram em restaurar e revender modelos antigos

03 de jul, 2011 · 4 minutos de leitura.

 Antigomobilismo: raridades de duas rodas


Na Recar, linha CB Four da Honda é muito cobiçada (Fotos: Leandro Alvares/AE)

Leandro Alvares

A região da Alameda Barão de Limeira, no centro da capital, é famosa por reunir um grande número de lojas de produtos e serviços para motocicletas. Entre os diversos estabelecimentos, alguns se especializaram em restaurar e revender modelos antigos.


Um deles é a loja Recar Motos (3221-6559), que além de comercializar motos e peças antigas, é procurada por interessados na restauração de clássicas. ?O tempo mínimo para recuperar uma moto varia de três a quatro meses?, diz um dos vendedores da loja, Agnaldo Alves.

Esta BMW R50/5 está em fase de restauração na loja Belikar. Alemã tem motor boxer

?Para quem é fã de história, esses estabelecimentos se tornam uma espécie de museu?, afirma o motociclista Ricardo Silvestre, frequentador da Recar. No showroom da loja, há tantas raridades que algumas precisam ficar penduradas (saiba mais sobre elas abaixo). ?Temos exemplares de Vespa, Triumph, Honda, Yamaha, BMW, Norton? Enfim, diversas marcas?, diz Alves.

Lambretta LI 150 cortada ao meio está exposta na loja Latorre. Câmbio é de três marchas

Na Belikar Motos (3222-1683), a linha CB Four da Honda é a mais cobiçada pelos visitantes. ?Os clientes mais antigos dizem que essa série marcou suas infâncias, pela tecnologia e beleza?, conta a vendedora Paula Brumate. Outro modelo raro na loja é a Kawasaki Z 1000 de 1977. ?É uma moto difícil de ser encontrada. Cobramos R$ 40 mil por ela.?


Réplica militar do scooter Vespa, com propulsor de 150 cm³, está à venda na Recar

Para os fãs de Vespa e Lambretta, a Latorre (3331-2852) é o endereço certo. ?Dei sequência ao trabalho do meu pai. Aqui, só vendo peças e scooters italianos e ainda conto boas histórias aos clientes?, afirma o proprietário, Luiz Carlos Latorre.