Você está lendo...
Audi RS7 Performance é esportivo no auge
Avaliação

Audi RS7 Performance é esportivo no auge

Audi RS7 Performance tem motor 4.0 V8 de 605 cv, acelera de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos e virá ao Brasil

03 de jul, 2016 · 6 minutos de leitura.

 Audi RS7 Performance é esportivo no auge


Entradas de ar largas e ronco forte do motor V8 denunciam esportividade do fastback

A coluna ?C? rebaixada, a traseira curta e a posição inclinada de guiar deixam claro: o A7, apesar das quatro portas, tem identidade de cupê e é destinado aos que valorizam carros com pegada esportiva. Sua versão preparada, RS7, é para os verdadeiros entusiastas da velocidade. Imagine, então, uma opção ainda mais potente, que seja o suprassumo da esportividade, ressaltada pelas entradas de ar largas, imponentes e até um pouco intimidadoras, além do som forte que vem das saídas de escape durante as acelerações.


Assim é o RS7 Performance, que será exposto pela Audi no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro. As vendas devem começar na mesma época e, por aqui, a nova configuração substituirá a convencional. A tabela ainda não foi divulgada, mas ficará acima do preço do modelo atual, de R$ 628.990.

O RS7 Performance foi avaliado em um circuito que incluiu estradas sinuosas na região dos alpes austríacos. Esse Audi tem motor 4.0 V8 biturbo de 605 cv, 45 cv a mais que o RS7 convencional que faz com que, nas acelerações rápidas, o ganho de velocidade ocorra com o vigor típico de superesportivos mais leves. O motorista aciona o pedal da direita e os passageiros - quatro pessoas ficam bem acomodadas no carro - não conseguem nem ver direito a paisagem, que vai ficando para trás - assim como os demais carros.

De acordo com informações da Audi, o RS7 Performance pode acelerar de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos - 0,2 segundo a menos que o modelo no qual é baseado - e a velocidade é limitada eletronicamente a 305 km/h.


Em trechos de rodovia sem limite de velocidade na Alemanha, contudo, deu para passar dos 310 km/h (números aferidos pelo velocímetro). Auxiliam no desempenho o torque brutal, entregue a partir de 1.750 rpm, e o rápido câmbio automático de oito marchas.

A posição de guiar baixa e inclinada é típica de carros esportivos. Essa configuração passa mais segurança a quem está ao volante, embora, dependendo da estatura do motorista, possa prejudicar a visibilidade.

E por falar em dirigibilidade, o RS7 Performance é um carro totalmente na mão, seja em alta velocidade ou em curvas. Além de ter centro de gravidade baixo, o carro tem tração nas quatro rodas. Em condições normais, 40% da força é entregue ao eixo dianteiro e 60% ao de trás, mas o torque é distribuído conforme a demanda.


A suspensão, bem ajustada, mantém a carroceria firme, sem causar tanto desconforto - algo que ocorre na RS6 Performance, que chegará ao Brasil na mesma época. Inclusive no modo esportivo de condução, que permite ajustar também as respostas de motor e câmbio.

No visual, também chamam a atenção os logotipos ?quattro? e ?RS? na grade dianteira, além dos bancos esportivos e do volante com base achatada.

FICHA TÉCNICA


Motor: 4.0, V8, 32V, biturbo, gas.
Potência: 605 cv a 6.100 rpm
Torque: 71,4 mkgf a 1.750 rpm
Câmbio: Automático, 8 marchas
0 a 100 km/h: 3,7 segundos
Comprimento: 5,01 metros
Porta-malas: 535 litros

VIAGEM FEITA A CONVITE DA AUDI


Deixe sua opinião