Bentley e Lamborghini poderão ser vendidas

Reestruturação do Grupo Volkswagen prevê venda de marcas como Bentley e Lamborghini, e foco em veículos elétricos

Lamborghini Huracan Evo Spyder
Entre as marcas que poderão ser colocadas à venda pela Volkswagen está a italiana Lamborghini Crédito: Pierre Albouy/Reuters

O Grupo Volkswagen está no estágio inicial de um estudo que deverá resultar em uma maciça mudança nos negócios da companhia nos próximos 11 anos. De acordo com a publicação Automobile, o plano chamado de Vision 2030 deverá focar em automóveis elétricos. Em linhas gerais, as marcas alemãs (como Audi e Porsche) deverão ser mantidas no Grupo. Já o futuro das “gringas” (caso de Skoda, Seat, Bentley, Bugatti, Lamborghini, Italdesign e Ducati) é incerto.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

+ Porsche é multada por fraude em emissões

+ VW lança pré-venda do elétrico I.D 3

Segundo a fonte ouvida pela Automobile (aparentemente com livre trânsito na torre de controle da Volkswagen, em Wolfsburg), a Skoda e a Seat deverão se reinventar, principalmente em termos de estilo. Cá entre nós, faz todo o sentido. Ultimamente, tanto a espanhola Seat como a tcheca Skoda têm feito versões locais de produtos da Volkswagen, com mudanças visuais. Como as três marcas atuam no mesmo continente (quando não no mesmo país), não faz muito sentido.

As demais provavelmente serão colocadas à venda. Segundo análises internas da Volkswagen, a Bentley é considerada “fora de moda”. “Por que investir em uma empresa com visual ultrapassado quando você pode apoiar algo inovador?”, disse à Automobile um analista sênior, mantido sob anonimato. Uma possibilidade é o grupo alemão procurar cautelosamente um comprador chinês para a marca britânica.

Bugatti poderá ficar com a família Porsche

Como o plano Vision 2030 deverá entrar em ação em… 2030, ainda há tempo para as coisas na Bentley acontecerem sob o comando do Grupo Volkswagen. Fala-se, por exemplo, no lançamento de um SUV ainda maior que o Bentayga. Além disso, a Bentley planeja ainda para este ano a estreia do novo sedã Flying Spur.

A Bugatti (acima) é outra que poderá sair do Grupo Volkswagen. Porém, estima-se que ela deverá ficar sob controle da família Porsche. Há quem aposte que ela passará para as mãos de Ferdinand Piëch, neto de Ferdinand Porsche.

Já o destino da Lamborghini parece menos certo. Executivos estão avaliando o potencial da marca. A expectativa é obter um bom retorno financeiro sobre o investimento. Caso chegue à conclusão de que isso não será possível, é provável que a marca de esportivos seja colocada à venda juntamente com a Ducati, numa espécie de pacote italiano.

Enquanto essa reestruturação da VW prevê a saída de algumas marcas, por outro lado existe a possibilidade de o grupo lançar uma nova marca específica para veículos elétricos.

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais