Bentley vai encerrar produção do Mulsanne e de V8 histórico com série especial

Produção do Mulsanne será encerrada no primeiro semestre. Modelo era único carro a usar V8 de 6,75 litros feito em conjunto com a Rolls-Royce

mulsanne
Mulsanne sairá de linha sem deixar substitutos Crédito: Bentley/Divulgação

A Bentley está lançando a última safra especial do Mulsanne, cuja produção deverá ser encerrada ainda no primeiro semestre deste ano. E com o fim do Mulsanne, deixa de existir também o icônico motor V8 de 6,75 litros da marca, cuja história começa em 1959. A série final será a Edition 6.75, que terá apenas 30 unidades produzidas.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

O acabamento será feito pela Mulliner, responsável pelas versões personalizadas dos Bentley. Por fora, os últimos Mulsanne terão detalhes em preto brilhante e cromado. As rodas são de 21 polegadas também com acabamento escurecido. Os motores carregam uma plaqueta numerada e assinada pelo CEO da Bentley, Adrian Hallmark.

Para a cabine, o comprador pode escolher entre quatro tons: azul, branco, vermelho e marrom. Há detalhes de prata no painel e no console, e os bancos têm inscrições com o nome da série nos encostos. No painel, outra plaqueta indica a série especial, bem como a inscrição “Celebrating 60 Years of the L Series V8 Engine”.

VW manteve desenvolvimento do V8

A versão é baseada no Mulsanne Speed, com 530 cv extraídos do V8, que tem ainda dois turbos. O torque chega a nada menos que 112,2 mkgf. O carro é construído à mão na fábrica da Bentley em Crewe.

Após o fim do Mulsanne, o Flying Spur passará a ser o único sedã vendido pela Bentley. O modelo, que compartilha base com o esportivo Continental, usa motores V8 e W12 do grupo Volkswagen, proprietário da marca. A VW é dona da Bentley desde 1988 e continuou o desenvolvimento do V8, que só era usado no Mulsanne.

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais