Lançamentos

BYD Han EV: sedã elétrico rival do Tesla Model 3 chega ao Brasil

Ainda sem preço e data de estreia definidos, sedã elétrico de luxo da BYD será lançado em duas versões de acabamento e com autonomia de 550 km

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

03 de nov, 2021 · 5 minutos de leitura.

BYD" >
BYD Han EV tem sistema de assistência de direção inteligente DiPilot de última geração
Crédito:BYD/Divulgação

Que a Tesla vem fazendo sucesso mundial não é segredo para ninguém. É tanto que o Model 3 já é o elétrico mais vendido do mundo. Isso, em síntese - atrelado à necessidade de redução de emissões - despertou outras montadoras para a necessidade de fabricar e comercializar veículos elétricos. Uma dessas é a BYD, que sempre apostou no segmento, mas, agora, chega com tudo. E o pontapé inicial para essa ofensiva é o sedã Han EV, que já está em solo latino-americano.

BYD
BYD/Divulgação

O primeiro lote do BYD Han EV chegou recentemente ao Brasil, Colômbia, México, Uruguai, e outros países da América Latina. Sem data definida para chegar às revendas ou preços divulgados para o Brasil, o sedã de luxo não esconde o jeitão de Tesla, principalmente na parte da frente, com integração de grade e faróis. Por dentro, adota painéis de madeira e bancos de couro Nappa. Cores internas podem ser branca, marrom, vermelha, ou a combinação de duas cores.

BYD
BYD/Divulgação

Medidas e outros números

Em relação às medidas, são 4,98 metros de comprimento. No mais, 1,91 m de largura, 1,50 m de altura e 2,92 m de entre-eixos.

Já em termos de aparato tecnológico, o BYD Han é o primeiro veículo da marca a ter as novas baterias Blade Battery. São 77 kWh e autonomia de até 550 km (ciclo de teste NEDC).

A motorização, por fim, tem duas opões. Na primeira, um motor elétrico de 221 cv de potência e torque de 33,6 mkgf. Até os 100 km/h, 7,9 segundos.

BYD
BYD/Divulgação

A outra versão tem dois motores (tração nas quatro rodas) com potência total de 493 cv e torque 69,3 mkgf. A aceleração entre 0 e 100 km/h é feita em apenas 3,9 segundos. Em ambos, velocidade máxima de 190 km/h. O Han tem, de acordo com a marca, sistema de assistência de direção inteligente DiPilot de última geração.

Histórico da marca no Brasil

Presente em mais de 50 países, a BYD, a princípio, abriu sua primeira fábrica no Brasil (Campinas, São Paulo) em 2015. No local, são produzidos chassis de ônibus elétricos. Já em 2017, a segunda planta do País foi construída para produção de módulos fotovoltaicos.

BYD E5
Divulgação/PMSP

Em 2020, por fim, a marca iniciou a operação de sua terceira planta fabril no País, em Manaus (AM), para a produção de baterias. Nesse meio-tempo, vale lembrar, a marca sempre voltou seus automóveis para empresas e frotistas. Nem mesmo o sedã e5 (foto acima) e a minivan e6 chegaram às mãos do consumidor comum.

Para informação, no entanto, a BYD é a responsável também pelos monotrilhos de São Paulo (Linha 17 - Ouro) e de Salvador, com o VLT do Subúrbio.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se