Igor Macário:

Carros híbridos e elétricos estão isentos de novo rodízio em São Paulo

Modelos híbridos e elétricos já eram isentos de rodízio municipal tradicional, e mantém permissão de circulação durante rodízio emergencial para contenção do coronavírus

rodízio
Corolla híbrido é um dos modelos isentos de novo rodizio em São Paulo Crédito: Toyota/Divulgação

Desde esta segunda-feira (11), a Prefeitura de São Paulo implantou um novo sistema de rodízio de veículos na capital. Os carros terão a circulação permitida de acordo com o dígito final de suas placas, mas em esquema diferente. Finais pares só poderão rodar em dias pares, e ímpares em dias ímpares, com algumas isenções. Entre elas estão carros híbridos e elétricos, que têm a circulação permitida em todos os dias da semana.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Esses carros já eram isentos do rodízio convencional, que limita a circulação dos veículos apenas um dia na semana, também de acordo com o fim da placa.

Os modelos híbridos são divididos em duas sub-categorias, híbridos convencionais e os plug-in. A diferença conceitual é relativamente simples. No primeiro tipo, os carros têm “circuito fechado”, e as baterias são recarregadas exclusivamente pelo motor a combustão. São carros como Ford Fusion Hybrid e os Toyota Corolla Hybrid e Prius. Eles usam um motor a combustão a gasolina, ou flexível no caso do Corolla, em conjunto com outro elétrico para movimentar o veículo.

O funcionamento é todo controlado eletronicamente, de acordo com a necessidade de força. Os híbridos geralmente iniciam o movimento no modo elétrico, e o propulsor a combustão é acionado quando o motorista pisa mais fundo, ou se a carga da bateria cair.

Já os híbridos plug-in podem ter as baterias recarregdas na tomada, como os modelos totalmente elétricos. Em geral, eles têm baterias de maior capacidade do que os híbridos convencionais. Os motores elétricos também tendem a ser mais potentes, o que permite esses modelos rodarem mais tempo apenas com energia elétrica. Modelos como os Volvo XC40, XC60 e XC90 híbridos são deste tipo. A Volvo também tem os sedãs S60 e S90 híbridos no Brasil. Dependendo do uso, é possível quase não utilizar o motor a gasolina. Em geral, a autonomia no modo elétrico é entre 30 e 50 quilômetros.

Os carros elétricos, por sua vez, não possuem nenhum motor a combustão acoplado. Eles dependem totalmente da carga das baterias para funcionar, por isso, usam unidades bem mais “parrudas”. Modelos como o Nissan Leaf, Renault Zoe, JAC iEV40 e o BMW i3 são deste tipo. Com a evolução da tecnologia, esses carros já têm autonomias entre 200 e 400 quilômetros. No entanto, precisam de mais tempo plugados à tomada, ou de uma fonte de alta voltagem, para recarga rápida.

Rodízio emergencial

Com o decreto nº 59.403, de 7 de maio deste ano, a prefeitura espera tirar 50% dos carros das ruas, reforçando as medidas de isolamento social para contenção da pandemia de covid-19. A proibição na circulação vale para o dia todo, de 0h às 23h59. No entanto, alguns casos especiais estão isentos do novo rodízio. Além de carros de prestadores de serviços essenciais, como salvamentos, polícias e manutenção de maquinário público, profissionais da saúde também foram incluídos na isenção e poderão circular.

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais