Carros novos que custam menos de R$ 50 mil

Fizemos uma lista de carros zero-quilômetro com preço de até R$ 50 mil. A seleção tem hatches e sedãs, todos com motor 1.0

Fiat Mobi
O Fiat Mobi Easy 1.0 é atualmente o carro mais barato do Brasil: tem preço sugerido de R$ 33.490 Crédito: Fiat/Divulgação

Quem procura um carro novo para comprar e não pode gastar mais do que R$ 50 mil ainda encontra algumas opções no mercado. Mais precisamente, 14. Algumas montadoras mantêm veículos básicos com preços fixados estrategicamente abaixo dessa “barreira psicológica”. O principal objetivo, claro, é atender a clientela que quer comprar carro novo mas está com orçamento apertado. A razão secundária é atrair o interessado para a loja e, lá, tentar oferecer um modelo mais caro.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

+ Fenabrave critica vendas diretas

+ Vendas cresceram 8,8% em julho

Os 14 modelos são oferecidos por sete fabricantes. Todos têm motor 1.0, mas há opções de hatches e também sedãs. Atualmente, o modelo mais barato do País é o Fiat Mobi. A palavra “atualmente” está aí porque o posto tem alternado de dono com alguma frequência. Ora, ocupado pelo Chery QQ. Ora, pelo Renault Kwid, e às vezes pelo Mobi, como agora. O subcompacto da Fiat não ultrapassa a barreira dos R$ 50 mil nem na versão mais cara. O modelo parte de R$ 33.490 na versão Easy, e chega aos R$ 48.590 na Drive 1.0 com câmbio automatizado (GSR).

A Fiat, aliás, é a montadora que mais tem modelos abaixo desse patamar. Além do Mobi, há outras três opções: Uno, Argo e Grand Siena. O veterano Uno entra na lista com todas as opções 1.0. Começa com o Attractive (R$ 46.490) e vai até o aventureiro Way, com preço sugerido de R$ 49.990.

Por R$ 49.590, é possível ficar com o Argo 1.0 básico, projeto muito mais novo do que o Uno. E, por R$ 49.990, a Fiat oferece um sedã, o Grand Siena. O projeto é antigo, mas pode ser uma opção interessante para quem precisa de porta-malas espaçoso.

Bônus: confira os 20 carros mais vendidos de julho

O segundo modelo mais barato do Brasil é o subcompacto Renault Kwid. Nenhuma das quatro versões do modelo ultrapassa os R$ 50 mil. As opções começam com a Life (R$ 33.990) e chegam à nova Outsider (R$ 44.990). Ainda na linha Renault, há também duas opções 1.0 do Sandero, modelo que acaba de ser reestilizado: Life (R$ 46.990) e Zen, bem ali no limite dos R$ 50 mil: R$ 49.990.

Chery QQ é o terceiro da lista

Em terceiro lugar na lista de veículos mais baratos do País aparece o Chery QQ, subcompacto de origem chinesa montado em Jacareí (SP). O modelo custa de R$ 35.990 (versão Look) a R$ 37.990 (ACT).

Afora o Grand Siena, há ainda duas opções de sedãs nessa faixa de preços. Um é o Chevrolet Prisma Joy (foto abaixo), que custa R$ 49.990.

A outra, o Hyundai HB20S Unique, que custa R$ 48.990. No entanto, é preciso estar ciente de que a marca irá lançar a nova família HB20 (hatch, sedã e aventureiro) no mês que vem, com profundas alterações.

O HB20 hatch, aliás, também entra na lista, com dois representantes 1.0: Unique (R$ 44.490) e Comfort Plus (R$ 48.990). Da mesma forma, o automóvel mais vendido do Brasil, o Chevrolet Onix, também tem duas opções nessa faixa: o básico Joy (R$ 46.590) e o LT, com a frente reestilizada, por R$ 47.490.

A Volkswagen tem dois modelos nessa faixa. O mais barato é o Gol 1.0 básico, por R$ 47.020. O outro é o subcompacto Up!, por R$ 49.590. Para finalizar, a Ford entra na lista com o Ka (foto). O modelo custa R$ 45.590 na versão S 1.0, e R$ 49.790 na SE Plus 1.0.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas