23/06/2016 - 3 minutos de leitura.

Chery fará nova geração do Tiggo no País

Haverá duas versões do Chery Tiggo, uma menor e outra maior que a atual. Produção começa em 2017

Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.


Na China, versão maior é chamada de Tiggo 7

Por causa do mercado em recessão, principalmente no segmento de carros de entrada, a Chery está se preparando para mudar sua estratégia no Brasil. Está prevista para o primeiro semestre do ano que vem o início da fabricação da nova geração do Tiggo em Jacareí (SP), fábrica que a montadora inaugurou em 2014 e que começou a produzir carros no ano passado.

Na nova geração, duas versões serão oferecidas no País, uma menor que a atual e outra maior. Esses modelos são chamados, na China, de Tiggo 3 e Tiggo 7, mas por aqui não devem vir com números nos nomes. “O maior pode ser Grand Tiggo, por exemplo, embora isso ainda não esteja definido”, diz o vice-presidente da montadora, Luis Curi.

O executivo conta também que pelo menos uma das versões tem produção em Jacareí confirmada. Já o modelo de nova geração equivalente ao Tiggo atual – na China, Tiggo 5 -, não será mais oferecido após a chegada dos produtos mais atuais.

Para os dois modelos, deverá haver opção de câmbio automático – já disponível no Tiggo atual.

Com isso, a Chery pretende atingir um público de maior poder aquisitivo. Os modelos que a marca produz atualmente em Jacareí (os compactos QQ e Celer, este nas versões hatch e sedã), são voltados ao cliente do segmento de entrada.

“Nesse segmento, o consumidor está muito inseguro (por causa da crise econômica) e com crédito limitado”, diz Curi. “Há uma forte migração desse cliente para o carro usado.”

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais