Chevrolet Corvette ganha motor central e visual agressivo

Oitava geração do esportivo é primeiro da história com motor central. Corvette chega às ruas no fim do ano

corvette
Esportivo tem proporções ligeiramente diferentes com mudança do motor para parte traseira Crédito: Foto: Chevrolet/Divulgação

A Chevrolet finalmente revelou por completo a nova geração do Corvette. A oitava encarnação do Corvette é a primeira a ter motor central, algo que a marca ensaia fazer há décadas. O modelo vai começar a ser produzido no fim do ano e chegará às lojas norte-americanas por cerca de US$ 60 mil.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

Bastante antecipado pelos protótipos que circularam pelo mundo inteiro nos útlimos meses, o visual é muito agressivo. O Corvette 2020 tem grandes entradas de ar na dianteira, com um pequeno spoiler frontal.

O parabrisa é bem inclinado e o perfil lembra o de uma Ferrari 488, com a cabine mais avançada e a frente curta. As laterais têm duas grandes entradas de ar para o motor. As rodas são de 19 polegadas na frente e 20 atrás com pneus Michelin desenvolvidos especialmente para o modelo.

Novo V8

Atrás, um vidro transparente deixa o V8 à mostra. O motor, aliás, é um novo 6,2 litros montado em posição central traseira que entrega 497 cv e 64,3 mkgf. Um pacote opcional chamado Z51 Performance Package eleva os números para 502 cv e 65 mkgf. A GM não vai oferecer transmissão manual para esta geração do Corvette. A única opção é uma caixa de dupla embreagem com oito marchas. A tração é sempre traseira.

A estrutura faz uso extenso de fibra de carbono, que ajudou o peso a ficar em magros 1.530 quilos. Há também alumínio e uma resina criada pela própria GM para moldar peças como painel e acabamentos na frente e atrás.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas