José Antonio Leme

07/05/2019 - 4 minutos de leitura.

Citroën C4 Picasso e Grand C4 Picasso saem de linha no Brasil

Citroën diz que fim dos modelos da gama C4 Picasso no País é para a marca focar em SUVs como carros familiares e abre espaço para a chegada do C5 Aircross

c4 picasso
Citroen Grand C4 Picasso e C4 Picasso saem de linha no Brasil Crédito: CITROEN/DIVULGAÇÃO
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

A Citroën confirmou o fim da comercialização da família Picasso no Brasil. Com isso, os modelos C4 Picasso e Grand C4 Picasso deixam de vir ao País importados da fábrica da marca na Espanha. O motivo é seguir o foco do mercado e oferecer SUVs como carros familiares a partir de agora.

Em um comunicado, a Citroën afirmou: “Os anseios do brasileiro mudaram e estão alinhados aos dos principais mercados do mundo. Ao colocar essas expectativas no centro das operações, a Citroën passa a priorizar categorias que melhor atendam ao que o consumidor atual procura, como o segmento de utilitários esportivos. Diante disso, o Citroën Picasso deixará de ser comercializado no país.”

Com isso, a marca abre espaço, especialmente em questão de valor, para a chegada do C5 Aircross. O modelo, que fica acima do C4 Cactus, foi confirmado para o Brasil durante o Salão de Paris, em outubro, do ano passado.

O C5 Aircross é o irmão do Peugeot 3008 e tem a mesma plataforma EMP2. O motor e câmbio também são os mesmos: o 1.6 THP de 165 cv com gasolina e o automático de seis marchas. Na Europa, os 1.2 e 1.6 PureTech também vão estar disponíveis. Com opção até de câmbio manual.

CITROEN/DIVULGAÇÃO

Segmento rumo ao fim

O segmento de monovolumes e minivans é quase inexistente no Brasil. A FCA não trouxe a Pacifica, que substituiu a Grand Caravan, a Kia oferece o Grand Carnival, mas a conta gotas, e além da família C4 Picasso, há o Chevrolet Spin. Esse sim vende bem, mas a maioria das vendas são diretas, focadas em clientes como frotistas e taxistas.

No ano de 2018, a linha C4 Picasso vendeu 298 unidades em todo o ano. Isso representou uma participação de 1,16% no mercado de Minivans. Em 2019, até o fechamento de abril, foram 36 unidades. Os números são da Fenabrave, associação que reúne as concessionárias.

Em junho de 2018, a Citroën já havia reduzido a gama de ofertas. Ela tirou a versão de entrada, Seduction, da linha 2019. Na época, a versão de cinco lugares, C4 Picasso e a de sete, Grand C4 Picasso, saíam por R$ 134.990 e R$ 139.990, respectivamente.

OS CARROS MAIS VENDIDOS DO PAÍS EM ABRIL DE 2019:

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


OFERTA EXCLUSIVA

Citroën C4 Cactus Live Auto