Você está lendo...
Designer da VW revela como seria a atualização da Kombi no Brasil
História

Designer da VW revela como seria a atualização da Kombi no Brasil

Luiz Alberto Veiga, ex-chefe de design da VW do Brasil, publicou imagens de projetos de atualização do visual da Kombi feitos em 1997

Redação, com Hugo Barbosa, especial para o Jornal do Carro

24 de jul, 2022 · 5 minutos de leitura.

VW Kombi
Imagem publicada pelo ex-chefe de design da VW do Brasil mostra duas propostas de atualização visual da antiga Kombi
Crédito:Luiz Alberto Veiga/Instagram

Mesmo após sair de linha em 2013 no Brasil, a Volkswagen Kombi continua com uma legião de fãs espalhados pelo país. Pois nos últimos dias surgiram imagens - até então desconhecidas - dos últimos projetos da icônica van. As fotos foram compartilhadas pelo ex-chefe de design da marca alemã no Brasil, Luiz Alberto Veiga, em seu perfil no Instagram (@veigaluizalberto). Nelas, estão possíveis desenhos para dianteira e o painel da Velha Senhora.

Nas redes sociais, Veiga explica que são propostas de reestilização para a Kombi feitas em 1997, mas que não se materializaram à época. Em uma das imagens, o designer coloca lado a lado os sketches. À esquerda, o modelo aparece com faróis circulares que lembram o conjunto óptico da primeira linha do Polo. As luzes de direção foram redesenhadas, mas permaneceram na parte superior do conjunto óptico, que preserva, assim, parte do estilo original.

Já do lado direito da montagem, Veiga mostra um estilo diferente, com faróis retangulares com piscas integrados, semelhante ao Gol daquele período. Nesta proposta, o logotipo da VW também aparece menor em comparação ao da clássica Kombi. As semelhanças ficam por conta do para-choques, que é igual em ambos os projetos. Entretanto, as duas versões não previam o radiador frontal, que reaparece no modelo 1.4 flex da Kombi.




VW Kombi
Luiz Alberto Veiga/Instagram

Designer da VW queria a reestilização

Além dos desenhos frontais, Luiz Alberto Veiga publicou uma imagem do interior da Kombi com linhas mais arredondadas e dois porta-luvas. Mas mantém os botões antigos. Com mais de 40 anos de carreira e criador de diversos modelos da VW do Brasil, como, por exemplo, Gol e Fox, Veiga lamentou que as mudanças não aconteceram.

"Durante toda minha carreira tentamos fazer um upgrade na Velha Senhora, mas, no fim, as novas exigências de segurança determinaram o fim de produção de um dos mais inteligentes automóveis de trabalho de todos os tempos", declarou o designer.


kombi
Foto: Tião Oliveira/Estadão

A Kombi parou de ser feita no fim de 2013 por não se adequar à nova legislação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Desde 1º de janeiro de 2014, passou-se a exigir a presença de airbags frontais e sistema antitravamento dos freios (ABS) de série para todos os veículos. Dessa forma, a Volkswagen encerrou a produção da van.

Entretanto, a clássica Kombi renasceu totalmente elétrica. Em junho, a marca começou a produzir a van ID.Buzz na Alemanha em versões furgão e para passageiros. No mercado brasileiro, ainda não há previsão para o lançamento, mas espera-se que a Kombi elétrica desembarque por aqui já em 2023. Porém, virá com preço de luxo.


VEJA TAMBÉM
Reestilização do VW Golf no Brasil foi destruída por ser muito interessante
Segredos da VW, parte 3: o Voyage do Gol bolinha que nunca nasceu

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Deixe sua opinião