05/08/2016 - 4 minutos de leitura.

Detran alerta sobre caça ao Pokémon

Lançado na quarta-feira no Brasil, Pokémon Go já causou acidentes de trânsito pela distração dos jogadores na caça aos monstrinhos

Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.


Alerta do Detran-SP publicado em rede social

É inútil resistir: ainda que você não tenha a menor afinidade com o universo dos pokémons e mantenha o uso do celular em um nível saudável, o fato é que o mundo ao seu redor foi rapidamente contaminado pelos ávidos caçadores de monstrinhos. O viciante jogo de realidade aumentada Pokémon Go faz com que os praticantes saiam às ruas como desvairados, munidos de seus smartphones, tentando capturar as criaturas virtuais. O problema ocorre quando, com isso, deixam de ter a devida atenção quando são pedestres ou, pior ainda, motoristas.

E os infortúnios envolvendo jogadores sem noção já começaram a pipocar – desde pedestres desatentos que se tornam presas fáceis para ladrões de celular até motoristas que provocam colisões, ou pedestres que ficam absortos na tela do gadget e acabam sendo atropelados. Um desses casos aconteceu ontem de manhã com um jovem de Curitiba.

Para alertar a população, o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP) percebeu, acertadamente, que deveria usar o meio mais procurado pelos jogadores para se comunicar: as redes sociais. Os perigos de acidentes de trânsito envolvendo a distração dos jogadores foram objeto de publicações engraçadinhas, em tom de “meme”, bem ao gosto de quem curte um pokémon. Mais eficaz, impossível.

Antes de ser iniciado, o próprio jogo emite um alerta para que não se jogue Pokémon Go enquanto dirige. Pesquisas mostram que usar o celular ao volante prejudica a capacidade de perceber e evitar perigos no trânsito no mesmo nível de quem está alcoolizado. A 50 km/h, motoristas que olham para o aparelho por 5 segundos percorrem cerca de 70 metros sem perceber. Nessa velocidade, um segundo de desatenção equivale a 15 metros de direção às cegas.

E os pedestres jogadores também se expõem ao risco, quando atravessam a rua de olho na tela do smartphone. De acordo com dados do Detran-SP, um em cada quatro mortos por acidente de trânsito no Estado é pedestre.

Há soluções criativas para caçar os bichinhos com segurança. Empresas de transporte de passageiros, como táxis, por exemplo, criaram serviços especiais para que os jogadores possam brincar no trânsito sem se expor a acidentes.

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais