Você está lendo...
Dono de Lamborghini leva multa por motor barulhento, recorre e vence
Notícias

Dono de Lamborghini leva multa por motor barulhento, recorre e vence

Proprietário de um Huracán conseguiu anular na Justiça uma multa de R$ 930 que sofreu por provocar "ruído desnecessário" com o superesportivo italiano

24 de set, 2016 · 3 minutos de leitura.

 Dono de Lamborghini leva multa por motor barulhento, recorre e vence


Mark Trueno conseguiu reverter multa na Justiça, mas prejuízo com o processo foi ainda maior

Enquanto em cidades brasileiras, vez ou outra, a calmaria é interrompida pelo barulho ensurdecedor de uma motocicleta ou mesmo automóvel com escapamento aberto, e nada acontece com o proprietário, na Austrália a tolerância com esse tipo de ocorrência parece ser menor.


No ano passado, o dono de um Lamborghini Huracán foi parado pela polícia da cidade de Brisbane e recebeu uma multa de 376 dólares australianos (cerca de R$ 930) por estar provocando "ruídos desnecessários" com o carro. O superesportivo de mais de R$ 1,2 milhão tem um motor V10 de 5,2 litros e 610 cv, que já pode ser considerado barulhento em marcha-lenta ou em acelerações brandas.

O proprietário da supermáquina, Mark Trueno, não baixou a cabeça, porém. Com o auxílio de um advogado, ele recorreu da multa e, na semana passada, um juiz de Brisbane anulou a autuação.

Entre as testemunhas ouvidas no decorrer do processo, havia até mesmo um representante local da Lamborghini, que declarou que o ruído do motor do Huracán é "música para os ouvidos".


No fim das contas, o gasto que Trueno acabou tendo com as despesas do processo acabou sendo bem maior: 1.500 dólares australianos (cerca de R$ 3.700). Mas ele jura que não está arrependido. "Fiquei contente que o juiz conseguiu ir além das alegações feitas pelo policial. Não fiz isto pelo dinheiro, mas sim por uma questão de princípios."

Veja também dez carros que mudaram a história de suas fabricantes: