Lançamentos

Ducati Streetfighter com preço acima de R$ 140 mil esgota na pré-venda

Nova Ducati Streetfigher V4 S acaba de chegar com primeiro lote já esgotado; ultranaked de 208 cv teve 60 unidades vendidas por R$ 146.990

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

15 de out, 2021 · 7 minutos de leitura.

Ducati" >
Streetfighter V4 S tem motor Desmosedici Stradale de 1.103 cm3 com potência máxima de 208 cv
Crédito:Ducati/Divulgação

Foram 60 unidades reservadas ao Brasil, e todas já têm dono. Assim, com o primeiro lote esgotado, chega ao Brasil a Ducati Streetfighter V4 S. Isso porque a motocicleta - que a marca italiana define como a irmã sem carenagem da Panigale V4S - custa R$ 146.990. De acordo com os executivos da empresa, caso o cliente realize pedido nos próximos dias, há possibilidade de receber o modelo ainda neste ano.

Ducati
Ducati/Divulgação

Sem concorrente direta no Brasil (quem mais se aproxima é a KTM 1290 Super Duke R, não mais vendida por aqui), a Streetfighter V4 S, a princípio, se destaca pelo motor Desmosedici Stradale, layout 90 graus V4, de 1.103 cm3. A potência é de 208 cv a 13.000 rpm. A ultranaked, contudo, que recebeu o mesmo desenvolvimento da MotoGP, tem propulsor - refrigerado a água - contra-rotativo, com 4 válvulas por cilindro e comando de válvulas desmodrômico. Na prática, alcança altas rotações e performance extra.

Ainda na mecânica, a ultranaked gera 12,6 mkgf de torque a 9.500 giros e tem câmbio de seis marchas com Ducati Quick Shift EVO 2. É mais ágil.

Ducati/Divulgação

Tecnologia de ponta

Lançada na Europa no ano passado, o modelo aposta na tecnologia para conquistar a clientela. O pacote eletrônico de última geração tem por base o uso de uma plataforma inercial de 6 eixos que detecta instantaneamente situações como ângulo de rotação, guinada e inclinação e, dessa maneira, gerenciam a direção. Alguns comandos são responsáveis pela partida, aceleração e frenagem, outros pela a tração e saídas de curva.

A novata tem rodas Marchesini forjadas em alumínio. Ambas são de liga leve, têm 17 polegadas e calçam pneus Pirelli Diablo Rosso Corsa II - 120/70 (dianteiro) 200/60 (traseiro).

Para dar conta do peso de 178 kg (205 kg em em ordem de marcha), a esportiva adota suspensões ajustáveis e semi-ativas. Tem ajuste eletrônico de compressão e retorno na parte da frente. O sistema de freio vem com pinças monobloco Brembo Stylema.

Ducati/Divulgação

Em relação à aerodinâmica, conta com extratores de ar inspirados nos carros de Fórmula 1. Os elementos estruturais são fixados diretamente no chassi e integrados às asas laterais - desenhadas pela Ducati Corse em colaboração pelo Ducati Design Center -, que conferem mais estabilidade em altas rotações. Nesse sentido, feito em material termoplástico, o componente tem reforço com fibra de vidro, no intuito de conferir força extra.

Visual e itens

Na estética, destaque para o desenho em formato de "V" do farol, com iluminação full LEDs. A inspiração dianteira, no entanto, veio da Panigale V4. Para seguir rumo à cultura do modelo streetfighter, os semiguidões são substituídos por um guidão alto e largo. A intenção é garantir pilotagem mais esportiva, contudo, permitir o uso urbano. São 845 milímetros em relação ao solo e um tanque com capacidade para 16 litros de combustível.

Ducati
Ducati/Divulgação

O painel colorido em TFT tem 5". Tem bluetooth, aqucedor de manopla e, como acessórios, o Ducati Lap Timer GPS e o Ducati Data Analyzer + GPS, que, em síntese, contam os tempos das voltas em pista e avaliam o desempenho da moto e do piloto por meio de gráficos.

Controles por todos os lados

No pacote eletrônico, todavia, estão presentes itens como os controles deslizante, de tração e de freio do motor, além de três modos de condução (sport, race, street) e freios ABS Cornering EVO. Este último, atua em curvas mesmo com a motocicleta inclinada. É possível alterar rapidamente o nível de uma das funções de controle por meio das teclas de acesso direto, no botão à esquerda do painel. Tem, ainda, o Ducati Power Launch, que, por meio de três níveis, garante partidas extremamente rápidas.

Ducati
Vagner Aquino/Jornal do Carro

A Ducati Streetfighter V4 S, por fim, está disponível apenas na cor vermelha (Ducati Red). E tem acessórios para todos os gostos e bolsos (como na foto acima). Só o escapamento de corrida Ducati Performance by Akrapovi?, nesse sentido, custa não menos que R$ 50 mil. Com ele, a potência pula para 233 cv. Achou caro? Os clientes, não, afinal, segundo os executivos da marca, o consumidor desse tipo de moto acaba gastando cerca de 50% a mais em acessórios, tanto para equipar a moto quanto para uso pessoal, como jaquetas, botas, etc.

Continua depois do anúncio

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se