Mercado

EUA decretam guerra contra Facebook a bordo

As agências reguladoras norte-americanas estão pedindo que as montadoras implantem mecanismos de bloqueio ao Facebook e Twitter nos sistemas de... leia mais

25 de abr, 2013 · 2 minutos de leitura.

EUA decretam guerra contra Facebook a bordo
Crédito:

As agências reguladoras norte-americanas estão pedindo que as montadoras implantem mecanismos de bloqueio ao Facebook e Twitter nos sistemas de informação e entretenimento dos automóveis, sobretudo quando o veículo estiver em movimento.

A autoridade também pediu que os fabricantes criem sistemas de navegação que não obriguem os condutores a tirarem os olhos da estrada por mais de dois segundos para selecionar uma opção e 12 segundos para completar uma tarefa inteira, como digitar um endereço.

O secretário de transportes Ray LaHood disse que a abordagem tem de ser semelhante àquela utilizada para convencer motoristas a não usar telefones celulares com as mãos enquanto estiverem dirigindo.

As montadoras não gostaram muito das recomendações e se defenderam dizendo que essas restrições vão apenas levar os motoristas e usarem mais celulares e outros dispositivos de mão.

(Confira a fan page do Jornal do Carro no Facebook: https://www.facebook.com/JornaldoCarro)


As agências reguladoras norte-americanas estão pedindo que as montadoras implantem mecanismos de bloqueio ao Facebook e Twitter nos sistemas de informação e entretenimento dos automóveis, sobretudo quando o veículo estiver em movimento.

A autoridade também pediu que os fabricantes criem sistemas de navegação que não obriguem os condutores a tirarem os olhos da estrada por mais de dois segundos para selecionar uma opção e 12 segundos para completar uma tarefa inteira, como digitar um endereço.

O secretário de transportes Ray LaHood disse que a abordagem tem de ser semelhante àquela utilizada para convencer motoristas a não usar telefones celulares com as mãos enquanto estiverem dirigindo.

As montadoras não gostaram muito das recomendações e se defenderam dizendo que essas restrições vão apenas levar os motoristas e usarem mais celulares e outros dispositivos de mão.