Você está lendo...
Flagra mostra mini SUV da Jeep com formas do novo Citroën C3
Notícias

Flagra mostra mini SUV da Jeep com formas do novo Citroën C3

'Baby Jeep' entra em fase de testes na Europa, onde tem início de produção previsto para 2023; SUV menor que o Renegade terá base da PSA

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

27 de jun, 2022 · 5 minutos de leitura.

Jeep
Ainda sem nome definido, pequeno SUV é chamado de Baby Jeep
Crédito:Reprodução/CarScoops

Após uma breve revelação em março, o "Baby Jeep" começou a fase de testes de rua. E logo neste primeiro flagra, do Carscoops, o mini SUV revela formas parecidas com as do novo Citroën C3, que estreia em julho no Brasil. Tal como contamos no Jornal do Carro, o jipinho usará a plataforma CMP, mesma base do hatch da marca francesa e do primo Peugeot 208. Afinal, as três marcas pertencem ao grupo Stellantis. Entretanto, o Jeep terá motorização elétrica. Ele será menor que o Renegade, com até 4 metros de comprimento e estreia já em 2023.

Jeep elétricos
Jeep/Divulgação

Dessa forma, o novo SUV da Jeep será menor que Renegade e Compass. Mas, na versão elétrica, custará na faixa do Commander. O visual promete seguir a cartilha dos irmãos. A despeito da camuflagem, os desenhos revelados em março mostram o modelo de produção. O "Baby Jeep" tem como destaque os faróis retangulares divididos pelas luzes diurnas iluminadas com LEDs, que se conectam à grade do radiador, com as tradicionais sete fendas verticais.


O radar dos sistemas de direção semiautônoma fica na parte inferior do para-choque dianteiro, bem ao centro. Nas laterais, destaque para os paralamas proeminentes e as maçanetas das portas traseiras, que ficam escondidas nas colunas. Contudo, ao contrário dos desenhos, o mini SUV tem barras transversais no teto, como no novo C3. Atrás, por fim, aerofólio e ponteira de escape cromada completam o visual. As lanternas lembram o estilo do Renegade.

Jeep
Reprodução/CarScoops

Eletrificação

Embora não tenha fornecido informações extras, a Jeep expôs a intenção de fabricar o SUV com foco em eletrificação. No entanto, a imprensa europeia afirma que o "Baby Jeep" terá vários tipos de motorização. Ou seja, terá versões de entrada com motores a combustão, bem como conjuntos híbridos e, claro, a opção 100% elétrica. Esta última é parte dos 11 veículos elétricos que a Stellantis promete lançar até junho de 2023 - daqui a um ano.


Com o uso da plataforma e-CMP (derivação elétrica da Common Modular Platform), o mini Jeep deverá herdar o conjunto elétrico do Peugeot 208 elétrico. Com preço de R$ 245 mil, o hatch da marca do leão tem motor com 136 cv de potência e 26,5 mkgf de torque instantâneo. Assim, acelera de zero a 100 km/h em rápidos 8,3 segundos. Já o pacote de baterias tem capacidade de 50 kWh. Com carga cheia, fornece autonomia de até 340 km.



Citroën
Novo Citroën C3 estreia em julho no Brasil (16 Valvulas/Reprodução)

Mas há uma expectativa também pelas versões a combustão. Afinal, nesse caso, o mini SUV terá preços mais acessíveis. O modelo poderá usar o motor 1.2 turbo Puretech de três três cilindros, também de origem PSA. Até uma opção a diesel é especulada. Porém, não deve entrar no catálogo, já que a meta é reduzir as emissões e acelerar a eletrificação.


Por fim, as versões híbridas. Para manter a veia off-road, a Jeep deve incorporar um motor elétrico no eixo traseiro. O problema é que a aplicação não existe ainda em carros feitos na base CMP, como Peugeot 2008, Opel Mokka e DS 3 Crossback. Ou seja, resta aguardar até o fim do ano para mais detalhes do primo do Citroën C3.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Jeep Renegade Longitude T270
Oferta exclusiva

Jeep Renegade Longitude T270

Deixe sua opinião