Vagner Aquino

05/01/2021 - 8 minutos de leitura.

Fora da caixinha: relembre alguns carros que fugiram ao estilo das marcas

Modelos que destoam do estilo de suas fabricantes podem ser um tiro no pé ou espécie de divisor de águas, como Porsche Cayenne e Lamborghini Urus

estilo
Porsche Cayenne Crédito: Porsche/Divulgação
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

Quando a Porsche anunciou a intenção de lançar o Cayenne, no começo dos anos 2000, os mais puristas torceram o nariz. Afinal, como poderia uma marca tradicional no universo dos esportivos se render ao segmento de SUVs? Ainda assim, contrariando seu próprio DNA, a marca alemã apostou no grandalhão e, ao contrário do que se pensava, alcançou outro patamar tanto em estilo quanto em vendas.

Tanto que, até hoje, o modelo – já na terceira geração – não só é um dos mais vendidos do portfólio, com abriu precedente para o lançamento do irmão menor Macan, que também virou sucesso de público e crítica.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Houve uma época que esses modelos fora da caixinha eram ainda mais comuns. A década de 1990 abriu as portas da inovação e trouxe uma enxurrada de modelos impensáveis para determinadas marcas. Quem, por exemplo, se lembra do Fiat Coupé? Vendido no Brasil entre 1995 e 1997, o modelo não foi tão bem aceito pelo público local (em partes, pelo preço salgado), mas é bem verdade que, até hoje, gera torcicolos por onde passa.

estilo
Fiat/Divulgação

Apresentado no Salão de Bruxelas, Bélgica, em 1993, o cupê tinha base na plataforma do hatch Tipo. Com interior assinado pelo renomado estúdio Pininfarina (e exterior sob a tutela do Centro Stile Fiat, na época chefiado por Chris Bangle), tinha estilo de sobra.

Destaque para os vincos marcantes que cortavam as laterais da carroceria. Os faróis eram carenados e as lanternas traseiras em formato de círculo (duas de cada lado). A tampa do combustível prateada, era um charme a parte, assim como as maçanetas das portas ocultas na colunas centrais.

O modelo de produção artesanal, considerado “a Ferrari da Fiat”, deixou de ser fabricado em 2000 no mercado externo.

Mais Fiat

Por falar em Fiat, a marca, tradicional pelas vendas de carros populares, como Uno/Mille e Palio, no Brasil, resolveu inovar em 2011, quando passou a importar o Freemont, do México. O veículo nada mais era que a cópia do Dodge Journey, porém, com modificações estéticas, como grade dianteira, rodas e, claro, emblemas nas extremidades dianteira e traseira.

estilo
Fiat/Divulgação

Um dos primeiros frutos da FCA (Fiat Chrysler Automobiles), o modelo penou não só pela falta de tradição da Fiat no segmento de carros mais caros, mas também por ser o primeiro SUV da marca por aqui. Além disso, seu câmbio falho e alguns contrapontos, como suspensão ruim, fizeram com que o Freemont deixasse o Brasil no comecinho de 2017.

Apesar de já ter história com carros subcompactos a partir da década de 1950, a mesma Fiat resolveu reler o clássico 500 (chamado por aqui, inicialmente, de Cinquecento, como na Itália) nos anos 2000. Lançado em 2007, o modelo destoava totalmente da linha da montadora italiana à época.

Mas os simpáticos contornos arredondados do carrinho de estilo retrô caíram nas graças do público tanto aqui quanto lá fora. Afinal, ao menos num primeiro momento, o compacto premium era muito mais barato que modelos como Mini Cooper, por exemplo. O 500 ficou em linha até 2014 e, ainda neste ano, estará de volta. Porém, com outra proposta: propulsão elétrica. Isso, evidentemente, elevará o preço do carrinho a patamares próximos a R$ 200 mil, deduz-se.

estilo
Aston Martin/Divulgação

Aston Martin Cygnet

Ainda falando em carro pequeno, não tem como deixar de fora o Aston Martin Cygnet. Ao contrário do estilo da marca inglesa, o irmão do Toyota iQ não tinha nada de esportivo. O estilo, então, destoou totalmente da linha da fabricante.



Mas isso tinha um motivo. Em 2011, a Aston Martin fugiu à regra com o objetivo de ganhar pontos com a sustentabilidade. Para baixar seus índices de emissões de gases nocivos, nada como acrescentar um super compacto (do naipe de smart ForTwo) ao portfólio. Afinal, o motorzinho 1.3 de 87 cv era o equilíbrio perfeito que a marca procurava.

Micos e sucessos

E quem estava acostumado com os sedãs e utilitários que a Hyundai vendia por aí, na década de 1990, se surpreendeu com o Tiburon. O cupê de visual incomum foi, inclusive, vendido no Brasil por um curto espaço de tempo. No mesmo estilo, a GM/Opel atacou de Calibra. Derivado do primeiro Vectra, o modelo hoje está na lista de clássicos. Cabe citar, também, o Tigra, que tinha base do Corsa. Ambos ficaram pouquíssimo tempo por aqui.

Sob o guarda-chuva da GM, Cadillac e Pontiac também tiveram seus momentos de infortúnio ao fugir do óbvio. Respectivamente, Cimarron e Fierro (ambos do início da década de 1980) nada tinham a ver com o DNA seguido pelas respectivas montadoras. O primeiro nada mais era que um Monza metido a luxuoso com motor V6. O outro, tinha porte pequeno e motorização irrisória na comparação com os tradicionais V8 que equipavam os carros da marca. Ambos fracassaram, claro!

Lamborghini
Lamborghini /Divulgação

Aliás, a década de 1980 foi a era do mico também para a Lamborghini. Em 1986, vinha a tona o LM002. Com linhas quadradas e formato de jipe, o modelo seria voltado ao uso militar. Mas a estratégia deu errado. Ao contrário do SUV Urus, que veio para ficar. O italiano já conquistou até as garagens de celebridades nacionais e internacionais, como os cantores Eduardo Costa, Kanye West e Jutsin Bieber. No Brasil, o jipão não sai por menos de R$ 2,5 milhões. Isso sim é sair da caixinha com atitude e estilo!

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


OFERTA EXCLUSIVA

Fiat Cronos Drive 1.3