Mercado

Perto do Brasil, picape Ford Maverick estreia no México por R$ 170 mil

Com tamanho de Fiat Toro, Ford Maverick é lançada no México em duas versões; picape está confirmada para 2022 no Brasil e virá híbrida

Jady Peroni, Especial para o Jornal do Carro

24 de out, 2021 · 6 minutos de leitura.

Picape Ford Maverick" >
Picape Ford Maverick estreia no México nas versões XLT e Lariat.
Crédito:Divulgação/Ford

A nova Ford Maverick está prestes a estrear no Brasil e, inclusive, já está disponível no País via importação independente, mas por um valor incrivelmente alto - é mais cara que a Toyota Hilux. No entanto, antes de ser lançada oficialmente pela Ford por aqui, a picape estreia no México, onde é produzida, na fábrica localizada em Hermosillo.

Para o mercado mexicano, a marca norte-americana anunciou duas versões da Maverick: XLT e Lariat, ambas também disponíveis na gama da picape na Argentina. Os modelos chegam às lojas de lá com valores a partir de 635 mil e 750 mil pesos, respectivamente. Ou seja, R$ 170 mil e R$ 200 mil na conversão direta.

Feita sobre a plataforma do SUV Bronco Sport, a Maverick tem chassi em monobloco e uma caçamba com capacidade volumétrica de 942 litros. O modelo tem capacidade de carga de 680 kg, independente da mecânica escolhida. Quanto ao tamanho, a picape tem 1,84 metro de largura, 1,74 m de altura, 5,07 m de comprimento. O seu entre-eixos mede 3,07 m.

Ford/Divulgação

Contudo, além de dividir a plataforma com o Bronco, ambas as versões da Maverick podem ter o motor 2.0 EcoBoost turbo de 253cv e 38,3 kgfm de torque, que faz parte do portfólio do SUV. Essa motorização, no entanto, é a única disponível para a versão XLT.

Já a opção topo de linha, Lariat, tem mecânica híbrida e com tração dianteira. O motor 2.5 Duratec a gasolina de ciclo Atkinson, com 164 cv e 21,4 kgfm de torque, trabalha conectado a um motor elétrico de 128 cv e 23,9 kgfm. De acordo com a Ford, juntos, os motores entregam 193 cv de potência, bem como autonomia chega a 800 km, com um consumo médio na cidade de 17 km/l - números que devem atrair a clientela urbana.

Versões equipadas

Em questão de tecnologia, a Ford equipou a picape com uma lista extensa. A versão XLT vem com multimídia com tela de 8 polegadas e pode ser vinculada com o Android Auto e o Carplay da Apple. Além disso, há também funcionalidades como assistente de partida em rampa, câmera de ré, alerta de colisão com frenagem automática, faróis de LED, entre outros. E ainda vale ressaltar as rodas de liga leve de 17 polegadas.

Ford Maverick
Ford/Divulgação

A Maverick Lariat vem com todos os itens acima, porém, acompanha um painel de instrumentos digital com display de 6,5 polegadas, ar-condicionado automático de duas zonas, teto solar elétrico, banco do condutor com ajuste elétrico e tração AWD com suspensão multilink. Por fim, as rodas de alumínio são de 18 polegadas.

Mais de R$ 200 mil?

Como informado pelo Jornal do Carro, a picape Maverick já está no Brasil via importação independente. A Direct Imports, de São Paulo, anunciou a chegada da nova picape na versão topo de linha Lariat. O modelo tem mecânica híbrida e opcionais de luxo, como som da Bang & Olufsen. Mas chama a atenção o preço sugerido de R$ 369.900.



Quando chegar pelas mãos da Ford no ano que vem, a picape média-compacta certamente terá preço menor, uma vez que não pagará a taxa de importação de 35%, conforme estabelece o acordo de livre comércio entre Brasil e México. Porém, pelos tributos e taxas, a probabilidade é que o valor continue acima dos R$ 200 mil.

Continua depois do anúncio

Para comparação, a picape Fiat Toro, que será sua rival direta no Brasil, tem tabela entre R$ 125.990 e R$ 197.990, com motor turbodiesel e tração 4×4. Nesse sentido, é improvável que os clientes do modelo irão trocá-lo pela Maverick híbrida. Da mesma forma, podem escolher a Ranger Black, que custa R$ 193.690. Assim, o preço da novata terá de ser "cirúrgico".

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Ford Ranger XLS 2.2 Diesel 4X2
Oferta exclusiva

Ford Ranger XLS 2.2 Diesel 4X2