Redação

30/09/2020 - 5 minutos de leitura.

Ford Transit deverá voltar ao Brasil

A van Ford Transit será produzida no Uruguai a partir do ano que vem, de onde deverá ser distribuída para os países do Mercosul

ford transit
Linha da Ford Transit tem vários tipos de carroceria, e também oferece opção de propulsão híbrida leve Crédito: Ford/Divulgação
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

A Ford Transit deverá voltar a ser oferecida no Brasil a partir do ano que vem. A van, que foi vendida no País entre 2008 e 2014, importada da Turquia, será produzida no Uruguai nas versões furgão e de passageiro. De acordo com o site argentino Autoblog, o modelo será montado em regime de CKD nas instalações da Nordex, do empresário argentino Manuel Antelo. Nos anos 90, a Nordex produziu também o Renault Twingo de primeira geração.

O site se baseia em informações do jornal argentino Ámbito Financiero. A expectativa da empresa é iniciar os preparativos da linha de montagem ainda este ano, para lançar a Transit em maio do ano que vem. Segundo as informações, o objetivo é produzir entre 5 mil e 8 mil unidades do modelo, para venda na região do Mercosul.

Ainda não há detalhes sobre as especificações dos modelos a serem produzidos no país vizinho. Mas a Transit tem uma ampla gama de opções, tanto de tamanho como motorização. Procurada, a Ford não se pronunciou sobre o assunto.

A Transit vendida no Brasil era equipada com motor 2.4 a diesel Duratorq, de 115 cv e 31,5 mkgf de torque. O câmbio era manual de seis marchas, e o modelo estava especificado para 1.400 kg e 14 pessoas.

Ford Transit tem até sistema híbrido leve

Atualmente, na Europa o modelo é oferecido em quatro versões: Connect, Courier, Custom e Van. A ampla gama e a variação de tamanho fazem com que ela consiga concorrer com diversos modelos. As versões de carroceria mais curta disputam mercado com Peugeot Expert e Citroën Jumpy, por exemplo. A propósito, as duas são produzidas na mesma fábrica uruguaia. Já modelos maiores, como a Transit Van, concorrem na categoria da Mercedes Sprinter.

O modelo atual tem capacidade para até duas toneladas. E o motor 2.0 turbodiesel é oferecido em diversas opções de potência, que vão de 105 a 185 cv. O torque pode chegar a 42 mkgf.



Entre as inovações da Transit no mercado europeu está o câmbio automático de dez marchas. A nova transmissão estreou este ano. A van também é oferecida no continente europeu com sistema híbrido leve. Nele, o motor a diesel é auxiliado por um circuito elétrico de 48 volts. Em vez de alternador, o modelo recebe uma correia de transmissão, que recupera energia gerada em desacelerações e a acumula em uma bateria de íons de lítio.

A energia é utilizada para elevar o torque. Além disso, em determinadas condições o sistema elétrico move o veículo, o que se reflete em economia de combustível. A redução no consumo pode chegar a 8% em uso urbano, informa a Ford.

Fabricação uruguaia

A fábrica da Nordex localiza-se em Montevidéu e produz veículos de diversas marcas em regime de CKD. Além do Peugeot Expert e do Citroën Jumpy, a empresa monta também o caminhão Kia Bongo. Da mesma planta sairá ainda a picape Peugeot LandtrekA previsão é que o modelo seja lançado no ano que vem.

A picape será produzida com cabine dupla e simples. Serão duas opções de motor: 2.4 turbo de 210 cv e 32,6 mkgf a gasolina  e 1.9 turbodiesel de 150 cv e 35,7 mkgf. O primeiro pode vir associado ao câmbio manual ou automático de seis marchas, enquanto o motor diesel apenas com o câmbio manual.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais