Você está lendo...
Great Wall registra no INPI picape de porte entre a Hilux e a RAM 1500
Notícias

Great Wall registra no INPI picape de porte entre a Hilux e a RAM 1500

Patentes não confirmam lançamento de picape, mas podem ser indício de chegada ao Brasil; importações da GWM começam no segundo semestre de 2023

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

11 de fev, 2022 · 5 minutos de leitura.

Great Wall
Modelos registrados pela GWM no INPI têm porte entre Toyota Hilux e RAM 1500
Crédito:INPI/Reprodução

Menos de um mês atrás, a Great Wall Motors chegou ao Brasil. Na ocasião, quando inaugurou a fábrica em Iracemápolis (SP), antiga planta da Mercedes-Benz, a marca preferiu não detalhar a gama de modelos que trará ao mercado a partir de 2023. Deixou claro, apenas, que trata-se de um portfólio totalmente novo, com motorização eletrificada e composto por picapes e SUVs.

Agora, no entanto, algo chamou a atenção. A marca, nesta semana, registrou as patentes de duas picapes no INPI, o Instituto Nacional da Propriedade Industrial. É certo que isso não é uma confirmação da vinda dos modelos ao País. Mas, a princípio, é o primeiro passo, caso a GWM queira vendê-los por aqui.

Detalhes

Com forte presença em mercados como o Chile, para dar um exemplo próximo a nós, as picapes da Poer (marca especializada em picapes do grupo GWM) têm na robustez seu principal atributo. E os modelos registrados no Brasil seguem essa cartilha. De acordo com as imagens, é possível notar que um dos modelos possui visual aventureiro, com diversos penduricalhos espalhados pela carroceria. Nele, há molduras cromadas na região da grade dianteira, acabamentos em plástico, santantônio e até snorkel.


Great Wall
INPI/Reprodução

Já o modelo convencional tem grade mais simples e visual clean. Rodas e para-choques mudam e, ao menos nas imagens registradas no INPI, não há adesivo no capô dianteiro. Um ponto comum entre ambas é a abertura da tampa da caçamba. À lá Fiat Toro, o componente é dividido em duas partes. Nesse sentido, terá abertura lateral. Por enquanto, ainda não se sabe se este será o único modo de abertura ou se, como na RAM 1500, a tampa também abrirá para baixo.

Algumas publicações vêm cravando que trata-se do modelo King Kong Cannon. Em síntese, uma irmã maior da picape Poer que tem cerca de 5,4 metros de comprimento. Nesse sentido, leva-se a crer que fique no meio termo entre a Toyota Hilux e a RAM 1500.


Assim, vale recordar que, conforme detalhou a marca no evento de inauguração da fábrica paulista, a ideia é trazer modelos importados neste primeiro momento. Entretanto, de acordo com Oswaldo Ramos, diretor comercial da Great Wall, "a marca vai apostar apenas em produtos disruptivos, afinal, não adianta lançar algo 'mais do mesmo'."

E o motor?

Originalmente, a King Kong Cannon - cujo entre-eixos é de 3,1 m - tem motorização 2.0 a gasolina e 2.0 turbodiesel. Tração 4x2 ou 4x4, vêm nos dois modelos.

Todavia, o Brasil terá base, apenas, na plataforma LMN. Ou seja, terá modelos com propulsão elétrica ou híbrida. Nesse sentido, poderá ser 100% elétrica ou mesmo usar o 1.5 turbo + elétrico, entregando potência entre 230 cv e 430 cv - a faixa também foi detalhada pela marca durante a apresentação brasileira. Por fim, assim como há duas semanas, tudo ainda está muito nebuloso e resta, de fato, aguardar os próximos capítulos desta história.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Deixe sua opinião