Honda Fit 2019 já está nas lojas

Veterano Honda Fit mantém deslizes, ganhou soluções como as bem-vindas luzes de uso diurno, e parte de R$ 60.500

Crédito: Honda/Divulgação Crédito:

A linha 2019 do Fit começa a chegar à concessionárias Honda do País com poucas atualizações. A principal novidade é a adoção de luzes de uso diurno como item de série em todas as versões. Na de topo, EXL, o equipamento de segurança está posicionado nas extremidades dos faróis, que são de LEDs.

Nas demais, as luzes diurnas são integradas ao para-choque. Há também mais uma opção de tom vermelho para a carroceria. A versão com mais novidades é a EX, como a avaliada, posicionada logo abaixo da configuração de topo da linha.

Com preço sugerido a partir de R$ 78.300, essa opção passa a trazer a mesma central multimídia da EXL, com tela de 7 polegadas sensível ao toque, mais moderna que a utilizada até então. O novo sistema é compatível com telefones celulares com sistema operacional Android Auto e Apple CarPlay.

Rivais de peso

Mas, comparado a novatos como Volkswagen Polo, Fiat Argo e Toyota Yaris, quais são as vantagens e desvantagens do veterano da Honda?

O Fit tem como principal arma a versatilidade. O banco traseiro pode ser dobrado para formar um assoalho plano com o porta-malas, em diversas configurações, o que permite levar objetos de vários tamanhos.

São até 1.045 litros de capacidade. Com os assentos em uso, são 363 litros – número bom para o segmento. Há ainda diversos porta-objetos no carro.

A dirigibilidade é outro destaque. Para os que apreciam uma posição de guiar mais alta, o Fit surge como uma ótima opção.

Além disso, é fácil se acomodar no banco do motorista, graças aos ajustes de altura e profundidade do volante. A direção elétrica tem ótimas respostas, passando segurança ao condutor em qualquer situação.

Já o câmbio automático CVT, que privilegia o conforto, deixa um pouco a desejar nas retomadas de velocidade. Essa transmissão deixa o Fit um tanto lento na hora de acelerar.

A caixa manual de cinco velocidades só é oferecida na versão DX, de entrada, a R$ 60.500. Todos os Fit têm motor 1.5 flexível de até 116 cv.

O acabamento interno deixa a desejar em termos de visual, que é sóbrio e pouco atraente. Também há muito plástico duro na cabine. A favor, as peças são bem encaixadas. A central multimídia, mesmo a mais moderna, tem respostas lentas.

A versão EX sai de fábrica com quatro air bags, ar-condicionado digital, volante multifuncional revestido de couro, chave do tipo canivete e controlador de velocidade de cruzeiro, entre outros equipamentos.

Prós e contras do Honda Fit

Prós: Versatilidade. Banco de trás pode ser dobrado de várias formas. Isso amplia o espaço e permite levar objetos grandes.

Contras: Acabamento. Visual é careta e há excesso de plásticos duros. Respostas da central multimídia são lentas.

Ficha técnica

Preço sugerido: R$ 78.300
Motor: 1.5, 4 cil., 16V, flexível
Potência (cv)*: 116 a 6.000 rpm
Torque (mkgf)* : 15,3 a 4.800 rpm
Câmbio: Automático, CVT
Porta-malas: 363 litros
Comprimento: 4,1 metros

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais