HR-V Touring encara Renegade em briga de R$ 140 mil

Versões de topo do Honda HR-V Touring e do Jeep (a Trailhawk) têm tabela alta e lista farta de itens de série

hr-v touring
Versões trazem boa lista de itens de série. HR-V tem motor 1.5 turbo a gasolina e Renegade 2.0 turbodiesel Crédito: Foto: JF Diorio/Estadão

O novo HR-V Touring, versão mais cara da gama do SUV da Honda, causou polêmica pelo preço elevado, de R$ 139.900. O valor colocou o utilitário na linha de frente com modelos de categorias superiores, ou com motorização a diesel, como o Jeep Renegade Trailhawk.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

Esta é a versão mais cara do Jeep, que é o SUV mais vendido do Brasil. Custa R$ 145.990 e traz um conjunto muito competente. Porém, ele não foi suficiente para superar as qualidades do HR-V Touring neste comparativo.

O HR-V Touring foi melhor do que o Renegade Trailhawk em praticamente todos os quesitos. O Honda é mais espaçoso, barato e bem equipado. Os quesitos decisivos foram os preços elevados de seguro e, principalmente, de manutenção do Jeep. O motor a diesel tem grande impacto no valor das revisões do líder de vendas.

O Renegade, no entanto, supera o HR-V Touring no excelente acerto de suspensão e tem dirigibilidade sensivelmente superior. O Honda vai muito bem nesse quesito, mas o Jeep dá mais segurança ao motorista, principalmente em velocidades mais elevadas. É também mais divertido ao volante.

O Jeep tem também uma vistosa tela colorida de 7″ entre os mostradores do quadro de instrumentos, capaz de exibir várias informações do carro. O painel do HR-V Touring, igual ao das demais versões, é inferior e tem monitor mais antigo.

Nos demais quesitos, o Honda abre vantagem, com porta-malas maior, de 393 litros. O do Renegade tem apenas 273 litros (essa versão não recebeu a ampliação do compartimento, aplicada às demais na linha 2019).

Os passageiros de trás também têm mais espaço no HR-V Touring, que ainda traz um engenhoso sistema de rebatimento dos bancos traseiros e ampliar ainda mais o vão para bagagens.

Conteúdo e mecânica

Os dois são equivalentes no nível de equipamentos. Ambos trazem bancos revestidos de couro, chave presencial com partida por botão, freio de estacionamento eletrônico e ar-condicionado automático. O do Jeep tem duas zonas de temperatura.

A mais, o HR-V Touring oferece teto solar panorâmico. No Renegade, o item é um opcional que custa elevadíssimos R$ 8.200.

É sob o capô que estão as maiores diferenças e qualidades dos dois carros. A Honda instalou no HR-V o 1.5 turbo a gasolina de 173 cv e 22,3 mkgf vindo do Civic Touring. Já o Renegade usa um valente 2.0 turbodiesel de 170 cv e robustos 35,7 mkgf.

A transmissão do HR-V Touring é CVT, enquanto o Jeep usa uma caixa automática de nove velocidades, que também envia força para as quatro rodas. O Honda tem tração apenas dianteira.

HR-V Touring e Renegade têm bom desempenho

Em movimento, a dupla mostra vigor. HR-V Touring e Renegade Trailhawk aceleram com decisão e são muito superiores às versões mais baratas de suas gamas. No entanto, o torque maior do Jeep deixa o SUV feito em Goiana (PE) mais gostoso de guiar no dia a dia. As respostas são eficientes, e o carro ganha velocidade com rapidez.

O senão do Renegade no desempenho é uma indecisão do câmbio para encontrar a marcha certa, algo que tira algumas frações de segundo das respostas do modelo.

Já o HR-V Touring mostra seu valor quando o motorista pisa mais fundo no acelerador. Nem mesmo o câmbio CVT consegue deixar a condução sem graça.

O 1.5 turbo também é valente e entrega boa dose de força já em giros baixos. Por isso, a transmissão não precisa elevar demais as rotações para que o SUV dispare à frente.

Na estrada, ambos são silenciosos e rodam com boa reserva de potência. O bom acabamento do Renegade consegue deixar de fora o maior ruído gerado pelo motor a diesel.

A longa nona marcha também mantém o 2.0 sussurrando abaixo dos 2 mil giros a 120 km/h. No HR-V Touring, a atmosfera é parecida, com o CVT deixando a rotação de cruzeiro baixa, melhorando consumo e diminuindo ruído interno.

Vídeo da semana: Teste do Caoa Chery Tiggo 7

 

Opinião

Liberdade, liberdade

Touring e Trailhawk são as melhores versões das gamas de HR-V e Renegade, respectivamente. Os dois SUVs compactos trazem o que há de melhor em suas linhas, ainda que cobrem caro por isso.

Ambos vêm bem recheados de itens de série, mas o Jeep vai além num quesito difícil de medir em números: personalidade. O Renegade é mais divertido ao volante, e a tração integral adiciona a desejável sensação de poder ir a “qualquer lugar”. Tão libertadora!

Isso me faz gostar mais do Renegade, embora o HR-V Touring seja também muito bom. A versão de topo do Honda, aliás, surpreende pelo ótimo comportamento. Ele é substancialmente melhor do que o das opções mais baratas do SUV.

Ficha técnica

Jeep Renegade Trailhawk
Preço: R$ 145.990
Motor: 2.0, 4 cil., turbo, diesel
Potência: 170 cv a 3.750 rpm
Torque: 35,7 mkgf a 1.750 rpm
Câmbio: Automático, 9 marchas
Comprimento: 4,23 metros
Entre-eixos: 2,57 metros
Peso: 1.674 quiilos
Porta-malas: 273 litros

Honda HR-V Touring
Preço: 139.900
Motor: 1.5, 4 cil., turbo, gasolina
Potência: 173 cv a 5.500 rpm
Torque: 22,4 mkgf a 1.700 rpm
Câmbio: Automático, CVT
Comprimento: 4,32 metros
Entre-eixos: 2,61 metros
Peso: 1.380 quilos
Porta-malas: 393 litros

Prós
Renegade
Dirigibilidade
Motor 2.0 diesel faz bom par com câmbio de nove marchas e suspensão bem acertada faz Jeep ser o mais divertido de guiar.

Contras
Renegade
Porta-malas
Versão tem apenas 276 litros de bagageiro, muito pouco para um carro desse porte e proposta. A culpa é do estepe igual aos demais pneus.

Prós
HR-V
Espaço interno
Honda leva melhor os ocupantes, com mais espaço para cabeças, ombros e bahagens.

Contras
Visual
Por fora, quase não dá pra dizer de que se trata da versão mais cara do HR-V. Apenas um pequeno emblema na traseira indica o motor. E só.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas