Notícias

Isenção do IPI: veja os carros disponíveis para PCD abaixo de R$ 70 mil

Sete modelos se enquadram dentro do novo limite de valor para obterem a isenção do IPI. Tendência, contudo, é de extinção de carros PCD

Emily Nery, para o Jornal do Carro

05 de mar, 2021 · 7 minutos de leitura.

GM Onix Plus" >
Onix Plus tem versão que se enquadra na nova regra sobre a limitação do IPI
Crédito:GM/Divulgação

Conforme anunciamos ontem, o governo federal limitou a R$ 70 mil o valor dos carros para PCD com direito à isenção de IPI. Ocorre que, a maioria dos veículos que oferecem câmbio automático, item quase obrigatório para o grupo, custam mais do que o novo teto.

Desse modo, separamos alguns dos raros modelos com câmbio automático que ainda ficam dentro da nova norma governamental. Contudo, vale lembrar que, na medida em que as montadoras atualizam esses carros e reajustam seus preços, a tendência é que veículos para PCD, ou seja, com isenções fiscais, acabem. Isso aconteceu, por exemplo, com a maioria dos SUVs, como T-Cross, Creta, Kicks, Renegade e Tracker. Assim, não há mais opções desses modelos abaixo de R$ 70 mil.

Volkswagen Gol – R$ 69.930

usados
Sergio Castro/Estadão

Quase no limite desse preço, o Volkswagen Gol não oferece uma versão específica para PCD, mas garante a isenção do IPI. Sob o capô, o motor 1.6 aspirado desenvolve 120 cv de potência e 16,8 kgfm de torque. O câmbio é automático de seis velocidades

De série, o hatch compacto tem, por exemplo, sistema de partida a frio sem reservatório adicional de gasolina. Além disso, traz alerta de frenagem de emergência, distribuição eletrônica de frenagem e rodas de aço de 15 polegadas com calotas ?Gabro”.

Renault Logan Zen 1.6 CVT ? R$ 69.190

Nova regra limita isenção do IPI para PCD a modelos que custem até R$ 70 mil

Embora a Renault tenha deixado de oferecer o câmbio CVT no hatch Sandero e no sedã Logan para o público em geral, essa opção de transmissão continua disponível para o público PCD. O motor é o 1.6 flexível de 118 cv e 16 mkgf.

Entre os os equipamentos, destaque para os quatro airbags, assistente de saída em rampas, câmbio automático do tipo CVT, controle eletrônico de estabilidade e central multimídia com tela de 7 polegadas compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

Caoa Chery Tiggo 2 – R$ 68.690

Caoa Chery Tiggo 2 ipi
isenção
Caoa Chery/ Divulgação

O SUV Tiggo 2 é o único modelo do segmento com versão exclusiva para o público PCD. Ou seja, com preço abaixo dos R$ 70 mil. O modelo feito em São Paulo tem motor 1.5 que gera até 115 cv e 14,5 mkgf. Contudo, é bem possível que a nova linha reestilizada tenha preço acima do teto para isenção. Assim, deverá deixar de ter opção para PCD.

Com lista de equipamentos enxuta, o Tiggo 2 traz rodas de liga-leve, ar-condicionado digital e rádio com MP3 e conexão Bluetooth.

Onix Turbo AT – R$ 65.390

descontos isenção
Chevrolet Onix Turbo AT se enquadra na nova regra para obtenção da isenção do IPI em carros pcd CHEVROLET

A versão de entrada que do Onix com motor turbo atende as regras para o público PCD. Ela não vem tão recheada como as opções LT e LTZ. As rodas, por exemplo, são de aço de 15″. Além disso, há assistência de frenagem de emergência, sistema eletrônico de distribuição de frenagem, assistente de partidas em rampas e descansa braço no console central.

O motor é o 1.0 turbo que gera até 116 cv e 16,8 mkgf. O câmbio é automático de seis marchas.

Onix Plus Turbo AT – R$ 68.390

chevrolet onix plus ipi isenção
Versão Turbo AT fica isenta do IPI para PCD Chevrolet/Divulgação
Continua depois do anúncio

Equivalente ao hatch, a configuração do sedã é a mais acessível da família dos motores turbo. Com o mesmo propulsor 1.0 turbo de 116 cv e 16,8 mkgf, o três volumes recorre da mesma lista de equipamentos do Onix hatch.

Honda Fit Personal – R$ 68.190

montadoras ipi
isenção
Fit ainda é um dos modelos para PCD que recebe isenção do IPI Honda/Divulgação

Com um futuro incerto, o Fit dispõe de uma versão exclusiva para PCD. O motor é o 1.5 que desenvolve até 116 cv de potência e 15,3 mkgf de torque. O câmbio é automático do tipo CVT.

Com o propósito de custar até R$ 70 mil, uma série de itens saíram da lista. O hatch/monovolume tem apenas rodas de aço sem calota, assistente de tração e estabilidade, assistente de subida em rampa, sistema de alerta de frenagem emergencial ESS, controle de velocidade, bem como Luzes diurnas (DRL) e lanterna traseira em LED.

Honda City Personal –  R$ 68.190

Honda-City-tras2 isenção

Prestes a ganhar um “irmão hatch”, o City mantém uma versão para o público PCD. Assim como o Fit, o motor segue o 1.5 flex que garante até 116 cv de potência e 15,3 mkgf de torque.

Os equipamentos são os mesmos do Fit, com a diferença, sobretudo, que o sedã adota luzes de rodagem diurna em LED. 

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se