Vagner Aquino

20/11/2020 - 3 minutos de leitura.

Jeep Compass aposta em tela flutuante na linha 2022

Imagens vazadas mostram nova central multimídia do Compass; ar-condicionado não terá botões físicos no modelo que será apresentado na China

compass
Jeep Compass 2022 tem tela flutuante e acabamento diferenciado Crédito: Reprodução/Internet
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

Apesar das pouquíssimas alterações visuais, o novo Jeep Compass 2022 vem chamando bastante atenção. O modelo será lançado na semana que vem, durante o Salão de Guangzhou (China) e promete inovar em pontos como motorização, acabamento e tecnologia. Este último item, aliás, é fundamental nos dias de hoje.

Imagens do interior do Compass vazaram na internet e denunciam o uso da nova central multimídia flutuante. A tela levemente inclinada será posicionada no centro do painel bem ao estilo tablet – solução bastante criticada no início (algumas eram retráteis, inclusive), mas que foi imposta ao consumidor.

Pelas imagens é possível notar que o painel da linha 2022 do Compass ficou mais limpo e recebeu novo acabamento, com destaque para o alumínio e o couro na cor marrom. Abaixo da tela estarão duas saídas de ar-condicionado. Este, a princípio, terá comandos pela tela, descartando botões físicos.

Mais equipado e com nova cara

A linha 2022 do Jeep Compass virá, também, mais equipada. Câmera de ré, painel de instrumentos 100% digital e um novo volante estão no pacote. A intenção é, mesmo sem uma uma nova geração, ficar em pé de igualdade tecnológica com os novos rivais que estão chegando.

compass
Reprodução/Internet

Assim como evidenciado nas fotos vazadas, o novato terá alterações visuais externas concentradas na dianteira. Faróis ficaram mais afilados. A iluminação é full-LEDs. As sete aletas que formam a grade superior estão mais finas. Na base do para-choque, destacam-se as novas entradas de ar. Atrás e dos lados, nada de mudanças

Motorização nova no Compass

O Jeep Compass 2022 vai estrear o motor 1.3 turbo da família Firefly. É o mesmo que será produzido em Betim (MG), com alimentação bicombustível. O novo propulsor deve estrear no primeiro semestre de 2021 por aqui com potência de 180 cv (lá fora, são 173 cv). A ideia é que o trabalho seja feito em conjunto com a transmissão continuamente variável (CVT).

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais