Você está lendo...
Kia vai lançar 11 novos carros elétricos até 2026 e quer liderança global
Lançamentos

Kia vai lançar 11 novos carros elétricos até 2026 e quer liderança global

Fabricante sul-coreana tem agenda de lançamentos para os próximos 5 anos e promete gama elétrica composta por hatches, SUVs, sedãs e até van

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

20 de nov, 2021 · 5 minutos de leitura.

Kia
Dentre os 11 modelos elétricos da Kia há sedãs, hatches, SUVs e até vans
Crédito:Kia Motors/Divulgação

A Kia vai mergulhar de cabeça no mundo da eletrificação. A marca sul-coreana anunciou que vai lançar 11 modelos com motorização 100% elétrica até 2026. Destes, sete serão construídos sobre a plataforma E-GMP, a mesma de Ioniq 5 e Ioniq 6 (este último, previsto para o fim de 2022), da Hyundai Motor Group. O plano da marca é eliminar qualquer tipo de veículo a combustão de seu portfólio até 2035 na Europa. Mundialmente, o feito é postergado para 2040.

Kia EV6
Kia Motors/Divulgação

De acordo com a Kia, até mesmo suas fábricas serão sustentáveis. O plano é usar energia solar nas operações das plantas da China, Coreia do Sul, Estados Unidos e Índia até 2045.


Como é possível notar pelo teaser divulgado pela Kia (foto em destaque) -, serão modelos de diversos segmentos, que vão de hatches a van. Na lista estão ainda sedãs de quatro portas, a fim de duelar com modelos do naipe de Tesla Model 3 e Model S. Faz sentido, afinal, o Stinger não tem muito tempo de vida.



Cronograma

De acordo com informações, além do conhecido EV6 - apresentado no começo do ano -, a ideia é lançar dois outros modelos já em 2022. Para 2023 ficam outros três exemplares e, em 2024, mais dois veículos. Os três restantes chegam entre 2025 e 2026.

Kia
Kia Motors/Divulgação

Uma dessas cartas na manga é o SUV EV9 (foto acima), apresentado em forma de conceito no Salão de Los Angeles, EUA. Assim, haverá mais cinco novos modelos com prenome EV - provavelmente, os SUVs EV7 e EV8 estão na lista.

Além de modelos elétricos, para chegar a neutralidade de carbono proposta no movimento de sustentabilidade, a Kia vem desenvolvendo tecnologia de célula a combustível de hidrogênio. A ideia é, por fim, após testes em veículos militares, chegar ao mercado em 2028.

Kia
Kia Motors/Divulgação

Sportage híbrido vem aí

No Brasil, talvez pela falta de um departamento comercial mais agressivo, a Kia nunca foi tão bem aceita como a prima Hyundai. Nem mesmo a enxurrada de modelos exibidos em novelas via ações de merchandising despertaram o interesse do consumidor pela marca que sequer aparece nos números da Fenabrave. Mas, para tentar reverter esse jogo, a marca promete investir em modelos híbridos por aqui tanto que, nesta semana, confirmou a chegada do Sportage para julho de 2022.

A quinta geração do SUV chegará totalmente renovada, com linhas ousadas e tecnologia de ponta. Nesse sentido, itens como assistência a condução e duas telas full HD de 12 polegadas são, praticamente, certos. Já como linha 2023, a ideia é rivalizar com outros SUVs médios como Jeep Compass, Toyota Corolla Cross e Volkswagen Taos.

Como destaque, duas opções de motorização. A Kia promete o 1.6 turbo (150 cv ou 179 cv) atrelado a um sistema híbrido-leve com bateria de 48 V. Por fim, há estimativa de aliar o propulsor 1.6 a um motor elétrico, gerando potência de 229 cv. Um híbrido plug-in também está nos planos, mas nada confirmado por aqui. A Kia prevê vender (mundialmente) até 2030, quase 1 milhão de unidades de veículos elétricos, híbridos e híbridos plug-in.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se