Lamborghini cancela participação no Salão de Genebra

Marca vai focar em eventos menores para clientes e imprensa. Futuros Lamborghini terão motores elétricos e até um sedã pode aparecer

lamborghini
Lamborghini vai diminuir participação em eventos internacionais Crédito: Pierre Albouy/Reuters

A Lamborghini cancelou sua participação no próximo Salão de Genebra. Embora tenha várias novidades na manga para mostrar em 2020, a marca ficará de fora de um dos maiores salões europeus. A própria Lamborghini afirmou que vai focar em eventos mais personalizados para clientes e imprensa.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

A marca já confirmou que as próximas gerações de Huracán e Aventador terão versões híbridas. O SUV Urus também deverá ganhar uma versão híbrida. O conjunto do Urus deverá ser o mesmo usado pelo Porsche Cayenne Turbo S E-Hybrid, com 670 cv.

O Sian, mostrado em 2019, antecipou o que a marca deve fazer com o futuro Aventador híbrido. A Lamborghini vai manter o V12 de 6,5 litros, mas acoplado a um pequeno motor elétrico. A potência total será superior a 800 cv, capaz de levar o novo esportivo de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos e aos 350 km/h de velocidade máxima.

Lamborghini sedã

A marca ainda considera o lançamento de um sedã elétrco num futuro próximo. De acordo com chefe de pesquisa e desenvolvimento da marca, Maurizio Reggiani, a fabricante italiana poderia usar uma plataforma existente. O objetivo é reduzir custos. Como a Lamborghini faz parte do Grupo Volkswagen, existe a possibilidade de o modelo ser feito sobre a base do Porsche Taycan e do Audi e-tron GT, por exemplo.

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais