Antigos

Lamborghini guardado por 40 anos vai a leilão e pode valer R$ 11,5 milhões

Com 764 unidades produzidas, Lamborghini Miura P400S 1971 foi completamente restaurado, mas será vendido com carroceria de metal sem pintura

Redação, Jady Peroni, Especial para o Jornal do Carro

05 de ago, 2021 · 3 minutos de leitura.

Lamborghini" >
Exemplar do Lamborghini Miura de 1971 que ficou 40 anos guardados e, após restauração, irá a leilão por cerca de R$ 11,5 milhões
Crédito:Karissa Hosek/RM Sotheby's

Para os amantes de carros clássicos, modelos como o Lamborghini Miura enchem os olhos. Não é à toa que uma rara unidade P400S, que ficou mais de 40 anos esquecida em uma garagem, irá a pregão pela tradicional casa de leilões, RM Sotheby?s, na Califórnia. O exemplar tem lance inicial de US$ 2,2 milhões, o equivalente a R$11,5 milhões na conversão direta.

Primeiro superesportivo com motor central, o Miura foi feito em 1971 e a unidade que irá a leilão é uma das 764 feitas da versão P400 S. Por causa do longo período parado, o modelo recebeu ampla reforma que manteve a sua estrutura original, mas com novos carburadores Webber, além de coletores e cabeçotes do da icônica versão SV.

Lamborghini
Karissa Hosek/RM Sotheby’s

O Lamborghini, portanto, passou por revisão mecânica completa. Mas seu odômetro assinala cerca de 25 mil km. Curiosamente, o raro exemplar do Miura irá a leilão sem pintura, com a carroceria em metal escovado. Assim, seu futuro dono poderá personalizar ao seu gosto.



O histórico

A história desse Lamborghini é curiosa. Segundo a revista americana HiConsumption, o carro teve como primeiro dono uma jovem iraniana de 19 anos que, após viajar para a Califórnia, ganhou o superesportivo de presente dos pais. Entretanto, após dois anos e um pequeno acidente, o veículo foi para uma oficina e acabou à venda.

Lamborghini
Karissa Hosek/RM Sotheby’s

Logo depois, o novo dono solicitou as peças para o conserto, por volta de 1977, mas nunca chegou a fazer os reparos necessários. Assim, o carro acabou sendo deixado em um depósito, guardado desde então. Somente em 2019, o cupê da marca do touro ressurgiu e foi vendido, então, para um entusiasta, que fez questão de recuperar totalmente o exemplar.

Agora, o clássico Lamborghini, que ficou de encher os olhos, irá a leilão no próximo dia 14 de agosto, em Monterey, na Califórnia. Para participar, basta ter os cerca de R$ 11,5 milhões disponíveis no banco.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se