Notícias

Land Rover fará versão com motor V8 do novo Defender

Defender V8 será versão especial topo de linha da marca feita para brigar com Mercedes-Benz Classe G

Redação

08 de mai, 2020 · 3 minutos de leitura.

Land Rover" >
Land Rover Defender
Crédito:Land Rover/Divulgação
defender

Ao que tudo indica, a Land Rover está mesmo trabalhando numa versão com motor V8 do novo Defender. Apesar do apelo mais rústico do novo utilitário, a marca prepara um concorrente ao menos para as versões mais baratas do Mercedes-Benz Classe G.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Os planos foram indicados por uma unidade de testes flagrada pela revista inglesa Autocar. O carro em questão tinha quatro saídas de escape, solução usada apelas por modelos com motor V8. A motorização da unidade foi confirmada pelas informações obtidas pela placa do veículo, indicando um V8 de 5,0 litros.

No entanto, informações acerca do projeto dão conta de algumas particularidades. Algumas especulações apontam que o motor usado pode ser ainda o de origem Ford, que equipa os atuais modelos de alto desempenho da marca. Esse motor deixará de ser produzido ainda este ano pela Ford inglesa e a Land Rover passará a usar o 4.4 V8 da BMW.

A solução seria adotada por causa do baixo volume de produção do Defender V8, que seria feito apenas para colecionadores, numa versão especial. As fontes da Autocar informam que a marca viria fazendo estoque do 5.0 para conseguir usá-lo no Defender.

Defender exclusivo

Além disso, a SVO, divisão de performance da Land Rover, não está envolvida no projeto do Defender V8. A versão vem sendo preparada pelos engenheiros originais do projeto do Defender.

Isso significa que o Defender V8 deverá ter cerca de 500 cv, antes os 570 cv do V8 usado pelo Range Rover Sport SVR. Uma das possibilidades é o acerto de 460 cv usado pela Jaguar numa nova versão do F-Type V8.

Atualmente, a versão mais forte do novo Defender usa um seis cilindros em linha de 3,0 litros com 400 cv. A nova versão V8 ainda deve demorar para chegar, provavelmente no fim de 2021. O modelo também não será nada barato. Especula-se que fique acima das 100 mil libras, mais que o dobro da versão de entrada na Inglaterra.