Você está lendo...
Luxo encarnado: 45 anos do Ford Galaxie
Antigos

Luxo encarnado: 45 anos do Ford Galaxie

Sedã mais confortável, luxuoso e espaçoso feito no Brasil em todos os tempos comemora 45 anos nesta quinta-feira 16. Baseado no americano, começou a ser feito no Brasil dia 16 de fevereiro de 1967 e logo se tornou o sonho de consumo dos ricos

15 de fev, 2012 · 5 minutos de leitura.

 Luxo encarnado: 45 anos do Ford Galaxie


Galaxie foi lançado no País em 16/02 de 1967. Foto: Ford/Divulgação

DIEGO ORTIZ

O sedã mais confortável, luxuoso e espaçoso feito no Brasil em todos os tempos vai comemorar 45 anos amanhã. Baseado no modelo americano, o Galaxie começou a ser feito no País no dia 16 de fevereiro de 1967 e logo se tornou o sonho de consumo dos ricos. Imponente, com 5,33 metros de comprimento e 3,03 metros de entre-eixos, daria para, literalmente, morar nele.


Galaxie 500 do leitor Gilberto Luccas. Fotos: Sergio Castro/AE

Tamanho espaço, digno de primeira classe - podia levar seis pessoas -, foi o que mais chamou a atenção da alta sociedade, que não via a hora de colocar as mãos em um. Tanto que em 1968 o Galaxie alcançava a marca de 13.700 unidades vendidas.

Para mover as voluptuosas dimensões e o peso de 1.730 quilos do sedã, a Ford instalou um motor Y-Block 272 V8 de 4.458 cm³ que gerava 164 hp de potência bruta(110 cv líquidos) emprestado da picape F-100.


Esse vê-oitão não era suficiente para o Galaxie. A velocidade máxima chegava a 150 km/h, o 0 a 100 km/h era feito em 15 segundos e o consumo, altíssimo.


Em 1969 chegava ao mercado a versão LTD, ainda mais luxuosa. Foi o primeiro carro brasileiro a ter ar-condicionado e o segundo a receber câmbio automático. Para tentar entrar em mais garagens, a Ford lança em 1970 uma versão de entrada, sem frisos, câmbio hidramático, rádio e relógio. Os pneus, comuns, não tinham faixa branca.

LTD Landau 1983. Foto: Eduardo Nicolau/AE

A concorrência cresceu com o lançamento do Dodge Dart e o Chevrolet Opala Gran Luxo. A Ford, então, percebeu que o caminho era se destacar, e não descer o nível, e lançou o LTD Landau, o Galaxie definitivo.

Mostrado em 1971, ele trazia jacarandá no painel e portas, teto de vinil, veludo inglês e casimira inglesa no acabamento? um luxo só. Após algumas reestilizações, o Galaxie mudou bastante em 1976, com destaque para os faróis e lanternas.


Em 1979 o 500 saiu de linha. Sobraram o LTD e Landau, que por causa da crise do petróleo ganharam motor 302 5.0 de 199 hp brutos (135 cv) a etanol e tanque de 107 litros. Com as mudanças no mercado, ávido por carros menores e econômicos, o LTD sai de linha em 1982. No dia 2 de abril de 1983 o Landau, último dos Galaxie, deu adeus após vender 77.850 unidades no País. Em seu lugar veio o Del Rey, também focado no luxo. Mas não chegava aos pés do Galaxie.

Deixe sua opinião